Câmera mirrorless são normalmente voltadas para entusiastas ou para o consumidor semi-profissional. Algumas empresas, como a Canon e a sua nova EOS M, estão buscando atender um mercado mais amplo em termos de funções e estilo.

Mas nenhuma delas se compara com a nova, e astronomicamente cara, FujiFilm X-Pro1, dedicada puramente a foto-nerdisse. Ela foi anunciada no Brasil, durante a PhotoImage, custando nada menos do que R$7.999.


O que é?

Uma câmera relativamente compacta, com um visual retrô, que produz imagens com qualidade de DSLR, com um grande controle na criatividade.

Para quem é?

Para amantes de fotografia que querem algo fácil de carregar, que irá utilizar suas habilidades técnicas, e irá reforçar a sensação de estilo fotográfico.

Por que isso importa?

Ela marca uma das maiores tentativas de uma empresa para satisfazer um mercado de nicho dos fãs hardcore. Essa câmera não foi feita para ser comprada em massa; para ser bem sincero, é raro ver uma empresa investir tanto trabalho em um produto que satisfaz os desejos de tão poucas pessoas.

Design

O visual da X-Pro1 já impressiona. Fora os componentes de qualidade, o real motivo pelo qual as pessoas terão sonhos molhados com ela é pelo seu visual. Especificamente, seu estilo retrô, que a FujiFilm realmente mandou bem. Claro, ela é um pouco grande e não tão ergonômica, mas algumas pessoas valorizam mais estética do que usabilidade. A X-Pro1 é repleta de botões e mostradores que podem intimidar um iniciante, mas irá atrair aqueles que estão procurando uma experiência totalmente personalizável.

Usando

Realmente leva algum tempo para conhecer a X-Pro1. Mas uma vez que você se acostumar com os layouts de botão e menu, navegar pelas muitas funções da câmera é gratificante e faz com que você se sinta no controle o tempo todo. As opções de lentes da Fuji não são vastas, mas as lentes que ela oferece são de ótima qualidade, com uma 60mm f/2.4 Macro, 35 mm f/1.4, e 18mm f/2.0. Com um adaptador, você pode colocar uma lente Leica M-mount também. O autofoco da câmera não é grande coisa. Na luz natural, ele é OK, e em baixa luz, ele sofre. Você irá ficar constantemente caçando foco, especialmente com lentes com distância focal maior.

Na parte dos vídeos, argh. Apesar de a gravação parecer nítida e boa ao filmar macro, as coisas rapidamente desmoronaram quando qualquer tipo de detalhe estava em quadro. Aliasing e moiré estavam horríveis; o autofoco estava constantemente procurando foco. Você nem mesmo pode ajustar o ISSO no modo vídeo? Algo que estranhamente passou batido, infelizmente.

A melhor parte

A qualidade da imagem! Essas fotos são maravilhosas. Elas são nítidas e coloridas com a qualidade da Fuji, e elas se saem incrivelmente bem com pouca luz em ISOS mais alto. Veja nossa galeria no Flickr de imagens feitas com a X-Pro1 aqui.

O erro trágico

Para uma câmera voltada para pessoas que gostam de controlar manualmente seus dispositivos, o foco manual nessa câmera é terrível. Você parece girar infinitamente para que as lentes encontrem o foco correto que você está buscando. Não é uma câmera para quem pretende fazer vídeos.

Isso é estranho…

A câmera é lenta. Passar pelas suas imagens é ridiculamente lento, e se você for tirar fotos em RAW, saiba que terá que esperar um tempo antes de poder tirar outra foto, especialmente se usar o modo de disparos em sequência.

Detalhes do teste

– O botão de ligar/desligar está propenso a acidentalmente ser apertado para ligar.

– Não sei se isso era exclusivo da câmera que testamos, mas a tampa da lente não ficava preso direito. Meio que só ficava sobre as lentes sem nenhum tipo de fixação.

– Se você comprar apenas uma lente, que seja a 35mm f/1.4, ela é rápida, nítida e versátil. Todas as imagens da nossa galeria foram tiradas com essa lente.

Você deveria comprar?

Se você tiver dinheiro suficiente – e é um MONTE de dinheiro – sim, pode comprar. Ela não é apenas um rostinho bonito sem conteúdo. Ela não é uma point-and-shoot. É uma câmera que você terá que se esforçar um pouco, mas irá recompensar você com ótimas imagens (e a inveja de seus amigos amantes de fotografia). Ela perde pontos por causa do sistema de foco e pelos problemas com vídeo, mas ainda é uma delícia de se usar.

 

FujiFilm X-Pro1
• Preço: R$7999 (só o corpo)
• Sensor: 16 megapixels, APS-C (23.6 x 15.6mm) X-Trans CMOS
• ISO máximo: 6400 padrão (25,600 expandido)
• Vídeo: 1920 x 1080 (24 fps) e 1280 x 720 (24 fps)
• Tela: 3″ LCD, 1,230,000 pontos
• Peso: 450g (incluindo bateria e memory card)
• Gizrank: 4