Um robô anestesista projetado pela Johnson & Johnson vai ser retirado do mercado. Três anos após receber aprovação, a empresa encerrou a produção das máquinas Sedasys devido às baixas vendas.

A máquina Sedasys foi projetada para anestesiar pacientes em cirurgias de rotina. A Sociedade Americana dos Anestesistas contestou os robôs dizendo que a anestesia é um dos aspectos de mais risco durante uma cirurgia. A máquina, que administrava medicamentos enquanto monitorava os sinais vitais do paciente, foi inicialmente considerada para ser usada em diversas cirurgias.



>>> Este homem quer colocar um robô no seu bolso
>>> Nós todos precisamos de um robô como este para passar nossas roupas

A Johnson & Johnson concordou em usá-las apenas em procedimentos como endoscopia, colonoscopia e esofagogastroduodenoscopia. Em meados de 2015, ela era usada em quatro hospitais. Aparentemente, isso não foi o suficiente para justificar a continuidade da produção.

Máquina Sedasys usada em hospital. Fonte: Washington Post.

É sempre difícil pensar que uma máquina pode fazer todo um grupo de profissionais ficar sem emprego – especialmente quando é uma profissão que envolve anos e anos de treinamento e muito gasto com educação. Aparentemente, ninguém está seguro. Por outro lado, mais e mais pessoas estão encarando gastos cada vez mais altas em saúde – e um Sedasys custa um décimo de um anestesista humano por procedimento, no máximo.

[Washington Post]