Ufólogos estão frenéticos dizendo que as imagens mais recentes do robô Curiosity mostram discos voadores. Não é a primeira vez e nem será a última: quem adora teorias da conspiração e coisas do gênero está analisando toda e qualquer imagem enviada pelo rover.

Na verdade, eles estão examinando-as pixel por pixel, literalmente: dá uma olhada no vídeo acima. De acordo com o autor:

Quatro objetos foram capturados pelo Mars Curiosity, muito difíceis de identificar na imagem original, então eu usei alguns filtros para destacá-lo. O que são esses quatro objetos? OVNIs, partículas de poeira, ou algo a mais? Como sempre, você decide.

Felizmente, não precisamos decidir. Isto não é disco voador, nem balão meteorológico, nem Vênus brilhando de manhã. Eles aparecem em todas as imagens capturadas pelas câmeras do Curiosity, em qualquer momento do dia. Isso acontece porque esses pontos não estão fora do rover. Eles estão no próprio sensor de imagem: alguns receptores não estão funcionando.

Isto se chama pixel morto, e acontece em muitas câmeras (minha DSLR da Canon tem alguns). Geralmente você não consegue vê-los nas suas fotos porque eles se misturam com o ruído da atmosfera terrestre. Mas, em um céu limpo na atmosfera de Marte, é fácil observá-los se você olhar de perto. E se você aumentar a nitidez, eles parecem ter volume. Você pode fazer o mesmo no Photoshop e ver como funciona.

Mas espere! Será mesmo que é um pixel morto? O vídeo abaixo teoriza que pode ser:

  • Um “dedo marciano” com uma “possível unha”, ou uma pedra.
  • A sola de um sapato marciano, ou uma pedra.
  • Uma estrutura ao longe em forma de redoma, ou uma pedra.
  • Um estranho animal marciano, ou uma pedra.

Ufólogos, a viagem da NASA a Marte pode dar margem para conspirações, mas não percam seu tempo. O Curiosity foi para lá ver se há resquícios de vida. Se ele tiver sorte, vai encontrar bactérias antigas ou algum tipo de micro-organismo. E se encontrar, a NASA vai avisar para todo mundo, o que terá repercussões profundas para o entendimento do universo e nosso papel nele. Não dá para descobrir vida em Marte com vídeos de conspiração no YouTube.