Rover da NASA coleta poeira para preparar futura missão humana a Marte

NASA está preocupada que poeira marciana atrapalhe futuras missões tripuladas em Marte. Amostras serão trazidas para a Terra até 2033
Rover da NASA coleta poeira para preparar futura missão humana a Marte
Imagem: NASA/Divulgação

A NASA anunciou que o rover Perseverance conseguiu coletar as suas duas primeiras amostras de regolito da superfície de Marte. A agência espera que o estudo dessas amostras ajude a preparar a chegada dos primeiros humanos no planeta vermelho.

O regolito é formado por rochas quebradas, areia e poeira. Até então, o rover tinha coletado 15 núcleos de rochas perfurados por uma broca instalada no braço robótico do rover. Já as novas amostras são de uma pilha de areia e poeira espalhada pelo vento.

Por mais que o objetivo principal da missão seja procurar sinais de vida microbiana no passado do planeta, o estudo do regolito é importante para entender não apenas os processos geológicos de Marte, mas também como eles podem atrapalhar futuras missões tripuladas.

A ideia é estudar o tamanho, forma e química dos grãos de regolito para projetar e testar ferramentas que serão usadas por futuros astronautas, com o objetivo de proteger naves, rovers e instrumentos científicos de seu impacto. “O regolito pode afetar tudo, desde trajes espaciais a painéis solares, por isso é tão interessante para os engenheiros quanto para os cientistas”, disse a NASA, em comunicado.

Uma das amostras do regolito marciano coletado pelo rover Perseverance. Imagem: NASA/Divulgação

Uma das amostras do regolito marciano coletado pelo rover Perseverance. Imagem: NASA/Divulgação

A agência lembra que o regolito encontrado na Lua, por exemplo, é afiado o suficiente para abrir buracos microscópicos em trajes espaciais das missões Apollo.

Além disso, a superfície marciana contém perclorato, um produto químico tóxico que pode ameaçar a saúde de astronautas se o regolito for acidentalmente ingerido ou inalado. Por outro lado, o regolito também pode ser usado para cobrir os habitats dos astronautas, formando uma espécie de camada de proteção contra a radiação.

Essas amostras coletadas pelo Perseverance serão trazidas para a Terra em uma futura missão robótica, que deverá ser enviada para Marte exclusivamente para buscar esse material. Isso permitirá aos cientistas analisar as amostras usando equipamentos sofisticados para procurar sinais de vida e entender melhor os processos que moldaram a superfície do planeta.

A expectativa é que a missão de retorno seja lançada no ano de 2027. A chegada das amostras na Terra está prevista para 2033.

Hemerson Brandão

Hemerson Brandão

Hemerson é editor e repórter, escrevendo sobre espaço, tecnologia e, às vezes, sobre outros temas da cultura nerd. Grande entusiasta da astronomia, também é interessado em exploração espacial e fã de Star Trek.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas