Segundo o Financial Times, o Google está “em negociações com grandes gravadoras” para lançar um serviço de streaming que competirá contra Rdio e Deezer – e seu lançamento é “iminente”.

Já existe hoje o serviço Google Music que faz streaming, mas só de músicas que você enviar para o serviço, ou das que você comprar na loja do Google Play. Mas este serviço de streaming seria diferente.

O Google deve oferecer acesso gratuito e ilimitado a todo um catálogo de músicas (com anúncios), junto a opções pagas de assinatura. Certamente isto seria oferecido para o Android. Parece algo bem semelhante ao Xbox Music da Microsoft, que ainda está disponível apenas para Windows e Windows Phone.

Hoje, o Google tem mais de 1.000 parceiros para oferecer 13 milhões de músicas no Google Play. (A loja de música ainda não estreou no Brasil, apesar da promessa.) Então o que impediria um novo serviço de streaming vindo deles? Talvez as acusações da indústria da música: a RIAA, entidade que representa as maiores gravadoras, alega que o Google não combate muito bem a pirataria.

Em testes, a RIAA notou que em 98% das buscas por música, o Google recomenda sites para baixá-las de graça; enquanto alternativas legalizadas como iTunes e Amazon apareciam só em 50% dos casos. O Financial Times diz que “gravadoras como Warner Music e Universal Music estão preocupadas que motores de busca promovam pirataria”.

Mas segundo o FT, se tudo der certo, o lançamento colocaria pressão sobre Amazon e Apple, que ainda não oferecem serviços para streaming de música.

Como eu não me importo em ter músicas – só em ter acesso a elas – adoraria ver mais um serviço de streaming, especialmente vindo do Google. Mas se ele chega ao Brasil, aí é mais difícil: nem o Google Music está disponível por aqui. [Financial Times via The Next Web]