A Apple recebeu uma ordem curiosa: terá que dar uma forcinha para a Samsung nas batalhas judiciais. De acordo com uma decisão judicial, ela deve revelar todos os detalhes do acordo de dez anos firmado com a HTC recentemente.

O acordo Apple-HTC deixou muita gente curiosa, já que os termos não foram revelados. No entanto, apenas a Samsung saberá os valores pagos, e não poderá divulgar os detalhes para o público.

A Apple já tinha entregado à Samsung uma espécie de versão compilada dos termos do acordo, com apenas 33 palavras removidas. O problema é que esse pedacinho retirado é justamente o que mostra os detalhes financeiros do trato, que é a parte que mais interessa à empresa coreana. Eles têm o direito de acesso à versão completa até o dia 6 de dezembro.

O objetivo da Samsung com isso é se proteger de mandados judiciais que proíbam a venda de seus produtos nos EUA. A Samsung argumenta que, se a Apple licenciou patentes à HTC, não faz sentido proibir a venda de produtos seus: basta negociar o valor das patentes. E eles esperam que o valor negociado com a HTC seja baixo, o que pode ajudar a reduzir multas no futuro.

Analistas dizem que, no acordo, a HTC se dispôs a pagar US$6 a US$8 à Apple por aparelho vendido. Mas o executivo Peter Chou, da HTC, disse à Reuters que essas estimativas “são infundadas e muito, muito erradas”. Em breve, os advogados da Samsung – e só eles, pelo visto – saberão os valores reais. [The Guardian]