Samsung Galaxy J5 e J7 têm câmera frontal com flash e custam a partir de R$ 949

A Samsung apresentou hoje novos smartphones intermediários que inauguram a linha Galaxy J. São dois aparelhos que custam entre R$ 949 e R$ 1.299 com tela Super AMOLED, processador de 64 bits e truques de câmera para selfies. O Galaxy J5 é o mais barato e básico dos dois. A tela dele tem 5 polegadas […]

A Samsung apresentou hoje novos smartphones intermediários que inauguram a linha Galaxy J. São dois aparelhos que custam entre R$ 949 e R$ 1.299 com tela Super AMOLED, processador de 64 bits e truques de câmera para selfies.

O Galaxy J5 é o mais barato e básico dos dois. A tela dele tem 5 polegadas HD (720p) e processador Snapdragon 410 com 1,2 GHz.

Já o Galaxy J7 tem tela também HD de 5,5 polegadas e vem com processador Exynos octa-core de 1,5GHz. Os dois têm 1,5 GB de RAM e saem de fábrica com o Android 5.0 Lollipop (que tem suporte a processadores 64 bits).


Especificações técnicas dos dois dispositivos

Os dois têm câmeras idênticas e, como acontece com quase todo lançamento nos dias de hoje, um grande foco em recursos para selfies. A câmera frontal dos dispositivos tem 5 megapixels e flash, além de ângulo de 85 graus para incluir mais coisas na imagem (câmeras convencionais costumam ter 75 graus). A câmera traseira, com 13 megapixels, tem abertura f/1.9.

Para as duas, há recursos como o modo embelezador de rosto, que elimina algumas imperfeições na sua face para que você saia mais bonito na sua foto (no entanto, o recurso não faz milagres), além de mecanismos de gesto e voz para ativar a câmera e tirar fotos.


A câmera frontal tem um ângulo de captura maior, o que significa que dá pra colocar mais coisas nas fotos

Em relação ao design, os dois dispositivos são praticamente idênticos (exceto pelo tamanho) e seguem o padrão de design dos aparelhos atuais da Samsung.

A empresa diz que eles têm um acabamento “premium”, mas não foi bem isso o que percebi no meu pouco tempo com eles em mãos. A borda lateral é de plástico que tenta ser alumínio, mas não me passou muita segurança – dá a impressão de que arranhões e partes descascando surgirão em questão de tempo. Claro, digo isso após um contato de minutos com o aparelho, e pode ser que não seja bem assim.

A moldura geral do aparelho é mais fina do que de costume, e, consequentemente, a tela ocupa mais espaço. Aparentemente esse é um caminho que a Samsung vai seguir nos seus próximos aparelhos, então é provável que tenhamos cada vez mais dispositivos que sejam uma grande tela e pouca coisa além disso.

A Samsung manteve o botão home físico e não pretende abandonar isso tão cedo. Dizem executivos da empresa que as pessoas costumam buscar o botão físico para ter uma ideia de qual é a orientação do smartphone no bolso – ao encontrá-lo, é fácil saber se ele está de cabeça para baixo ou não. A tampa traseira é removível, assim como a bateria, que tem 2.600 mAh no caso do J5, e 3.000 mAh no J7.

O Galaxy J5 custará R$ 949, enquanto o J7 sairá por R$ 1.299. Os dois dispositivos chegam às lojas nos próximos dias em três cores diferentes: preto, dourado e branco. No Brasil, ele só será vendido no modelo com 16 GB de armazenamento interno, mais entrada de cartão microSD.


Samsung Galaxy J7


Samsung Galaxy J5


Samsung Galaxy J5 em suas três cores: branco, dourado e preto

Sair da versão mobile