A Samsung diz lamentar muito por todos os episódios de explosão do Galaxy Note 7. Na segunda, a gigante sul-coreana pagou um anúncio de página inteira no The Wall Street Journal, no The Washington Post e no The New York Times com uma carta com um pedido de desculpas.

Samsung tenta tirar vídeo do YouTube que mostra Note 7 como bomba em GTA V
O que a Samsung fez para tentar esconder casos do Note 7 explosivo

A carta foi publicada após quase um mês após o recall global do Galaxy Note 7. Em setembro, quando começaram os relatos sobre explosão, a Samsung começou a fazer um recall e a substituir as unidades supostamente defeituosas. Os aparelhos trocados, então, começaram a explodir, e a empresa decidiu encerrar a produção do Note 7.

Parte da carta diz:

Aos nossos valiosos consumidores,

Na Samsung, nós inovamos para entregar tecnologias de ponta para enriquecer a vida das pessoas. Um importante princípio de nossa missão é oferecer soluções de qualidade e de segurança de ponta.

Recentemente, nós ficamos aquém das expectativas no que diz respeito a esta promessa.

Por isso, nós lamentamos muito o que aconteceu.

A Samsung ainda explica que fará de tudo para entender o que, de fato, causou a explosão das do Galaxy Note 7:

Tem ocorrido uma cuidadosa investigação sobre o Note 7 e o que descobrirmos, vamos compartilhar quando a análise estiver completa. O processo será minucioso e inclui alguns dos melhores especialistas técnicos independentes do mundo para ajudar a nos informar e validar nosso trabalho. Nós vamos reexaminar cada aspecto do dispositivo, incluindo o hardware, software, o processo de fabricação e estrutura da bateria. Nós faremos essa operação o mais rápido que pudermos, porém levaremos o tempo que for necessário para obter as respostas certas.

A carta também menciona o recall voluntário recente de 2,8 milhões de máquinas de lavar. A parte superior de alguns equipamentos pode ser destacada de forma inesperada durante o uso, o que poderia levar a acidentes.

Este é apenas mais um dos esforços da Samsung de tentar melhorar sua imagem após a questão do Note 7. Desde setembro, a Samsung tem oferecido incentivos financeiros para os consumidores que permanecerem com um produto da marca. A Samsung divulgou recentemente que teve seu menor lucro trimestral na área de telefones em 6 anos, e ainda informou que o recall deve fazer a empresa gastar pelo menos US$ 3 bilhões.

Na última semana, a Samsung anunciou que prevenirá que aparelhos Galaxy Note 7 se conectem a torres de telefonia na Nova Zelândia. Nos Estados Unidos, a companhia informou que soltou uma atualização que permitirá que o dispositivo carregue até 60%.

A Samsung é uma das maiores e mais populares fabricantes de tecnologia do mundo. Apesar de a companhia pedir desculpas, ainda deve levar um tempo para os pesquisadores voltarem a confiar na marca. Pelo menos a empresa informou que vai ser transparente nas investigação da catástrofe no Note 7 — e nós vamos esperar pacientemente faça um bom trabalho nesse sentido.

[Samsung via CNET]

Imagem do topo por Twitter/Rurik Bradbury