Eis que a Samsung finalmente entra para o (não tão) seleto grupo de empresas que imitam a Flip, anunciando a HMX-U10, uma camcorder compacta que filma em 1080p, fotografa a 10 megapixels e chega em setembro.

É um formato físico que não dá muito espaço para criatividade, mas ainda assim a Samsung conseguiu inventar um produto distinto. O formato meio arredondado melhora a pegada em relação às camcorders quadradonas que temos visto neste formato, e o tamanho diminuto — 56 x 103 x 16mm — esconde as suas sólidas capacidades, principalmente a gravação de vídeo H.264 em 1080p.

Tirando isso, temos um produto bem familiar. Há um botão para upload instantâneo no YouTube, lentes de foco fixo, armazenamento expansível por SD e uma tela LED de 2 polegadas.

Com a ênfase em fotos paradas, O que eu estou notando é um problema conceitual: as câmeras point-and-shoot tem melhorado cada vez mais a sua capacidade de gravação de vídeo nos últimos anos; enquanto isso, as camcorders cada vez mais querem ser também a sua câmera para fotos estáticas. Ambas tem mais ou menos o mesmo tamanho e, assumindo um preço de mais ou menos US$ 200 para a HMX-U10 (suspeita-se, mas não há confirmação), caem na mesma faixa de consumo. O futuro não vai ser bom para alguma das duas categorias, e olha que eu nem falei dos celulares que também estão cada vez melhores em gravação de vídeo e fotos.

Exatamente quem vai matar quem, ninguém sabe, mas ao menos temos certeza que a matança será amplamente registrada em fotos e vídeos. [InfoSyncWorld]