Escolher um smartphone não consiste apenas em optar por iOS e Android, pois, se você escolher o Android, terá também de verificar as diferentes modificações feitas por fabricantes do sistema do robô. Google, Samsung, Sony, LG e Motorola contam com versões distintas, e a Samsung, uma das líderes do mercado, recentemente renovou completamente a sua interface de usuário sob o nome One UI.

Pegamos a interface One UI do Galaxy S10e, da Samsung, e a colocamos lado a lado com um smartphone de Android puro para ver as diferenças entre elas. Será que o Android puro do Google é ainda melhor? Ou a opção da Samsung consegue vantagem sobre a plataforma do Google?

Nas capturas de tela abaixo, você tem o Pixel 2 à esquerda, e o Galaxy S10e (de tela maior), da Samsung, à direita.

Visual e percepção

Boa parte da estética do Android puro está na página inicial e na gaveta de aplicativos — uma vez que você acessa os menus e as caixas de diálogo, tudo é mais utilitário do que bonito em si. Com a Samsung One UI, a atenção ao detalhe vai um pouco além, sobretudo nos ícones, caixas de diálogo e títulos. Pegue, por exemplo, as entradas flutuantes no menu Configurações na One UI comparado com a lista ordenada que você tem nos smartphones Pixel com Android puro.

A propensão da Samsung por floreios visuais pode ocasionalmente ser exagerada e distrair a atenção. Mesmo assim, o equilíbrio na One UI parece correto, com poucas adições desnecessárias ao visual.

Não estamos dizendo que o sistema Android tem design ruim. O feed do Google Assistant (acessível ao deslizar para a direita na tela inicial) é bem feito e melhor que o equivalente da Samsung, mantido pela Bixby. As notificações têm um visual mais limpo e parecem melhores aos olhos no Android puro.

Em termos de customização do visual, a Samsung leva vantagem aqui, apesar que começamos a ver recentemente os primeiros sinais de que os temas aparecerão no Android Q. A One UI tem o recurso Papéis de parede e Temas ao fazer um toque longo na tela inicial. Não existe o equivalente a isso no Android puro, o que significa que, na interface da Samsung, você tem mais opções para testar.

Gaveta de aplicativos: Android puro e Samsung One UIGaveta de aplicativos

Da perspectiva do Pixel, os Papéis de Parede animados são bem feitos, da mesma forma que os widgets de previsão do tempo e de calendário que aparecem por padrão. De modo geral, nós preferimos a interface One UI, pois ela é mais flexível.

Em resumo, a One UI é uma melhoria do que foi feito anteriormente em aparelhos Samsung: tudo está mais limpo e mais fácil de se ler, com dicas visuais sutis para os usuários, mas com a mesma eficácia. Muitos dos ícones parecem ter sido arrumados para melhorar a aparência do sistema operacional.

Central de controle do Android Puro vs Samsung One UIControle de atalhos

Tradicionalmente, o benefício de ter um estilo mais sóbrio de interface é que ele roda mais rápido, e o Google, sem dúvida, tem isso em mente. No entanto, a Samsung parece ter deixado a One UI mais nítida e menos lenta do que era em suas versões anteriores TouchWiz e Samsung Experience, mesmo quando empregados em aparelhos topo de linha.

Apps e opções

Apps são uma área que a Samsung e sua One UI ainda ficam para trás quando comparado com o Google. Em termos de contatos, calendário, calculadora, aplicativo de mensagem e assim por diante, ficaríamos surpresos se muitas pessoas escolhessem as opções da Samsung em relação às do Google.

É nos aplicativos mais importantes que as diferenças são mais claras: Samsung Internet vs Google Chrome; Samsung E-mail vs Gmail e Samsung Galeria vs Google Fotos. Os aplicativos da Samsung não são terríveis, mas o Google tem uma vantagem clara.

App de relógio no Android puro x Samsung One UIApp de relógio

O Google Fit é um aplicativo mais intuitivo e mais útil do que o Samsung Health, e nos casos que a Samsung leva vantagem — como o gerenciador de arquivos —, o Google parece estar correndo atrás.

Para ser justo, a One UI não está concentrada em apps, e é super fácil instalar alternativas do Google em um smartphone Samsung. Também devemos pontuar que os apps da Samsung são mais fáceis de se usar com apenas uma mão em telas grandes — para mais informações sobre isso, veja a seção de recursos mais abaixo.

Navegador Chrome e navegador da Samsung da One UINavegador

Uma área que os smartphones da Samsung sempre se deram bem é o número de diferentes opções e ajustes de configuração que o usuário tem acesso. Às vezes, o nível de escolha pode incomodar, mas a One UI lida muito bem com o desafio, dando uma série de opções sem fazer com que você se sinta confuso.

Pegue, por exemplo, o modo Fácil. Ele torna a interface mais simples (na prática, ícones maiores) com apenas um toque. Também dá para mudar a ordem dos botões de navegação, se você preferir usá-los em vez de gestos. Estas opções de customização não estrearam com a One UI, mas agora estão mais acessíveis que nunca.

Customização no Android Puro x Samsung One UIOpções de personalização do visual

Não há muitas customizações a serem feitas no Android puro que equipa os smartphones Pixel, o que pode ou não incomodar você. Você não tem muito controle, por exemplo, da tela bloqueada ou dos comandos da tela sempre ligada. Se você gosta de personalizar sua experiência, a interface One UI parece uma aposta melhor.

Devo admitir que não curti muito os “itens relacionados” que você pode ver na One UI na parte de baixo dos menus. Os iniciantes podem achar essas informações úteis, mas eles parecem uma distração desnecessária — talvez seja algo que a Samsung queira arrumar na próxima atualização.

Recursos

Quase todo app e sistema operacional da atualidade têm um modo escuro, e a One UI não é diferente neste aspecto. É bem implementado, cobrindo todos os menus e caixas de diálogo, além dos apps nativos da Samsung (nos aplicativos de terceiros que testamos, não rolou).

O modo escuro está aos poucos sendo disponibilizado no Android puro, com uma mudança gradual no Android 9 Pie e a promessa de uma integração maior no Android Q. No entanto, a One UI aqui ganha por ter uma aplicação mais abrangente que a plataforma de fábrica do Google.

Nós definitivamente gostamos da forma como a One UI foi projetada para usar telefones maiores com apenas uma das mãos: arraste um menu para baixo e as opções ficam na parte inferior da tela, enquanto a metade superior é preenchida com o cabeçalho do menu (Configurações, ou Conexões, ou seja o que for).

Acessibilidade no Android puro x Samsung One UINo One UI (à direita) é mais fácil usar um telefone de tela grande com uma só mão

É uma das formas mais simples e intuitivas de gerenciamento de controle em uma tela grande que já vimos, e parece mais fácil que o o modo Acessibilidade no iOS, que coloca menus e configurações diretamente sob o seu dedo após um comando específico. Não ficaríamos surpresos se o Google copiasse o recurso num futuro próximo, e isso seria ótimo.

A Samsung sempre acumulou mais recursos que o Android puro, e embora muitos deles não sejam novos em uma interface do usuário, eles são todos bem gerenciados e bem projetados. Você tem suporte a gestos, o modo game, o modo que permite ter duas contas de mensageiros (você pode ter dois WhatsApp, se tiver um aparelho dual-SIM) e recursos de edição de vídeo — para citar algumas das funcionalidades extra da One UI.

Gestos no Android puro x Samsung One UIPersonalização de gestos nas duas interfaces

Estes recursos extra às vezes chegam ao Android, mas normalmente demoram um pouco até que o Google tenha certeza de que quer pegar um recurso que já foi visto em outro lugar, como o modo escuro ou ferramentas de edição de captura de tela. Se você busca a versão com mais recursos do Android, com certeza não é o Android puro.

É desnecessário dizer que o Google Assistente ainda é bem melhor que a Bixby e, neste quesito, o Android puro tem total vantagem. Usar um smartphone Pixel também significa que você vai precisar lidar apenas com uma conta de login (a do Google) em vez de duas (Google e Samsung), no caso de aparelhos Samsung.

Conta no Android puro x Samsung One UINo Android puro, você só vai precisar ter só uma conta; no da One UI (dir), você precisa da conta do Google e uma da Samsung

Há outras coisas em jogo que talvez sejam interessante você considerar: a compra de um smartphone Pixel significa que você terá a próxima versão do Android muito mais rápido do que qualquer outro aparelho.

Ao analisar somente o software, fica difícil achar um vencedor claro nessa disputa. O ideal seria ter um Android com alguns dos recursos bacanas presentes na interface da Samsung. De qualquer jeito, preferimos ainda o smartphone Pixel por facilitar por usar apenas uma conta do Google e a integração com o Google Assistente, mas a One UI, da Samsung, está muito próxima com seus recursos e facilidades proporcionadas ao usuário. Por ora, esta é a melhor versão que a Samsung já lançou do Android.