Em um e-mail para o Gizmodo, a Samsung confirmou rumores de que vai fazer recall de seu novo smartphone Galaxy Note 7, após vários relatos de que o aparelho estava superaquecendo e explodindo.

O que está limitando o desempenho do Galaxy Note 7 em relação a outros smartphones?



No início desta semana, a empresa atrasou planos para entregar o Note 7 em diversos países. O aparelho foi anunciado no início de agosto e recebeu críticas positivas.

Ele começou a ser vendido nos EUA em 19 de agosto. No Brasil, a pré-venda estava prevista para começar no dia 12 de setembro; e as vendas, no dia 23.

“Em resposta a casos relatados recentemente sobre o novo Galaxy Note7, realizamos uma investigação completa e encontramos um problema na célula da bateria”, disse a empresa em um comunicado. “Até o momento (1º de setembro), houve 35 casos relatados globalmente, e estamos atualmente realizando uma inspeção minuciosa com os nossos fornecedores para identificar possíveis baterias afetadas no mercado.”

A Samsung diz que suspendeu as vendas do aparelho em todo o mundo. Quanto às pessoas que já compraram o celular, a empresa diz que vai “substituir voluntariamente seu dispositivo atual por um novo durante as próximas semanas”.

Ela ainda vai fornecer detalhes sobre o “programa de troca de produto” nos EUA, mas diz que já está trabalhando com as operadoras, e deve explicar ainda hoje como tudo vai funcionar.

Não está claro se todos os relatos do “problema na célula da bateria” levaram a explosões, mas claramente foram alarmantes o suficiente para justificar um recall.

O recall é um grande revés para a Samsung, que reverteu recentemente uma tendência de queda nas vendas e lucros com o sucesso do Galaxy S7 e S7 Edge. Esperava-se que o Note 7 fosse igualmente bem-sucedido, mas sua imagem pode ficar irremediavelmente danificada após o recall.

A declaração completa da Samsung segue abaixo:

A Samsung está empenhada em criar produtos de alta qualidade, e levamos muito a sério cada relato de incidente de nossos clientes. Em resposta a casos relatados recentemente sobre o novo Galaxy Note7, realizamos uma investigação completa e encontramos um problema na célula da bateria.

Até o momento (1º de setembro), houve 35 casos relatados globalmente e estamos atualmente realizando uma inspeção minuciosa com os nossos fornecedores para identificar possíveis baterias afetadas no mercado.

No entanto, como a segurança dos nossos clientes é uma prioridade absoluta da Samsung, interrompemos as vendas do Galaxy Note7. Para os clientes que já adquiriram um Note7, vamos substituir voluntariamente seu dispositivo atual por um novo durante as próximas semanas.

Estamos trabalhando com as nossas operadoras parceiras para anunciar os detalhes do programa de troca de produto nos EUA ainda hoje.

Reconhecemos o inconveniente que isso pode causar no mercado, mas isso é para garantir que a Samsung continue a fornecer produtos da mais alta qualidade aos nossos clientes. Estamos trabalhando de perto com os nossos parceiros para garantir que a experiência de substituição seja tão conveniente e eficiente quanto possível.

Sobre os incidentes, a Samsung Brasil mandou o seguinte comunicado:

A Samsung destaca que o produto ainda não foi comercializado no Brasil e seu lançamento no país será adiado. Esse processo visa garantir que a Samsung continuará a fornecer produtos da mais alta qualidade aos nossos clientes. Para mais informações a respeito do caso, por favor, entre em contato com nossa equipe de atendimento ao consumidor pelo telefone: 4004-0000 (capitais) e 0800-124-421 (demais cidades).

Atualizado às 18h00