A internet via satélite é uma solução viável para quem vive em áreas remotas, desde que você não se importe em ter velocidades lentas e um ping horrível. Os satélites mais recentes da ViaSat esperam resolver o problema da velocidade, trazendo uma capacidade maior do que qualquer solução existente.

O ViaSat-3, a terceira parte da trilogia ViaSat-1 e -2, planeja oferecer internet rápida para quem depende de satélites: clientes em áreas rurais, em plataformas de petróleo, e também passageiros de avião.

Existem 400 satélites comerciais orbitando a Terra, e a taxa de transferência somada de todos eles é de meio terabit por segundo. Enquanto isso, o sistema ViaSat-3 vai usar três satélites, e cada um deles terá um terabit por segundo (1.000 Gbps) de taxa de transferência.

Isso deve significar uma velocidade de 100 Mbps para usuários residenciais e 1 Gbps para empresas. A ViaSat já atende centenas de milhares de clientes, incluindo algumas companhias aéreas, e satélites com um terabit de capacidade trarão uma grande melhoria em velocidade. O melhor satélite atual deles tem uma taxa de 140 Gbps.

Os novos satélites serão construídos pela ViaSat e Boeing, para conectar os clientes à internet através de ondas Ku-band, nas frequências entre 12 e 18 GHz. Eles vão cobrir as Américas, Europa, Oriente Médio, África e Ásia quando forem lançados em 2019.

[ViaSat via Engadget]