Noah Zerkin, um entusiasta de tecnologia vestível, encontrou Sergey Brin andando no metrô de Nova York ontem à noite, e o cofundador do Google estava com o Project Glass da empresa em seu rosto.

Por que ele precisa usá-los no transporte público? Não sabemos, mas como o papel dele é testar e divulgar os óculos do Google – que por enquanto saem a US$1.500 – acho que não é muita surpresa.

Na verdade, o Google prepara duas “hackatons” envolvendo o Glass, uma em San Francisco e outra em Nova York, ambas na semana que vem. Ou seja, Sergey Brin deve usar os óculos mais do que nunca nos próximos dias.

No evento, desenvolvedores poderão aprender mais sobre o Glass e criar novos usos para eles. Não haverá distribuição gratuita de óculos, mas todos poderão experimentar o Glass durante o evento.

Desenvolvedores, entusiastas e pesquisadores nos EUA puderam comprar o Glass por US$1.500 durante a última Google I/O. Ele será entregue no início deste ano. E para consumidores comuns? Se tudo der certo, só em 2014. [Noah Zerkin via TNW]