Há alguns meses, a Toshiba anunciou uma nova tela de 6″ com resolução 2.560 x 1.600 pixels. Esta semana, a Sharp fez o mesmo: sua nova tela com tecnologia IGZO tem essa mesma resolução, maior que Full-HD. A imagem acima é da tela, vista de perto. Ela tem 498ppi em densidade de pixels e seis polegadas.

Pela imagem que a Toshiba divulgou em outubro, já deu para sentir que 500ppi parece ser o próximo limite para as telas: nessa densidade de pixels, mesmo traços bem finos ficam incrivelmente nítidos. A tela TFT da Sharp, por sua vez, impressionou ao ser demonstrada em Tóquio: o The Verge diz que o display CAAC-IGZO “é absolutamente deslumbrante visto de perto”. Eles não puderam fazer a comparação lado a lado, mas dizem que “498 ppi foi o bastante para nos fazer esquecer temporariamente a tela LCD 720p do HTC One X”. Parece que, ao contrário do que pensávamos, os ppi a mais podem fazer diferença.

E a tela não é só linda: a evolução da tecnologia IGZO permite criar telas que consomem menos energia, reagem melhor ao toque, e permitem bordas mais finas.

Mas Sharp, Toshiba, cheguem mais. Olha, eu sei que é pedir muito. Eu sei! Mas tem como vocês colocarem essa densidade de pixels numa tela um pouquinho menor que 6″? Talvez cinco polegadas, como a LG fez? O AnandTech não poderia ter dito melhor: “6,1 polegadas está no meio – é grande demais para um smartphone, e pequeno demais para um tablet normal”. Quem sabe para um leitor de e-book com tela colorida, se o consumo de energia e preço não forem um problema. Felizmente, as telas são apenas protótipos para mostrar o potencial da nova tecnologia CAAC-IGZO.

Esta nova tecnologia também permite criar telas OLED com resolução altíssima: a Sharp demonstrou um protótipo de laptop com tela de 13,5″ e resolução 3.840 x 2.160 pixels. Sim, um tela OLED com 326ppi. Eu quero, Sharp, nem que custe uma fortuna. [Sharp via The Verge]

Nova tela da Sharp com resolução 2560x1600 e seis polegadas

Fotos por The Verge