A Radiopaedia é uma espécie de Wikipédia para médicos radiologistas: trata-se de um arquivo incrível com imagens que mostram o corpo humano em limites extremos. É um local para encontrar (e compartilhar!) radiografias de gente que enfiou coisas bizarras lá naquele lugar.

O site foi fundado pelo Dr. Frank Gaillard em 2005, quando ele ainda estudava radiologia na Austrália. Qualquer médico — ou qualquer pessoa curiosa o bastante para gastar o próprio tempo livre lendo casos médicos — sabe que acontecem um monte de esquisitices dentro dos hospitais. Dessa forma, a Radiopaedia serve como um fonte de informação educacional, compartilhando tutoriais e conhecimento sobre tudo que se diz respeito a radiologia.

Mas ela também serve para divertir um pouquinho. Só um pouquinho.

Raio-X esquisito (3)
Laranja; pilão; punho de borracha (parte 1)

O site não é muito acolhedor a novos usuários, especialmente aos leigos hipocrondríacos buscando os próprios sintomas. Ainda bem que um aviso no cabeçalho do site diz isso: “Este site é voltado para médicos e profissionais da radiologia, possui conteúdo doado por usuários, e material que pode ser confuso para a audiência leiga”. Mas dê uma chance à página, e você será agraciado com o senso de humor dos radiologistas.

O Dr. Gaillard contribuiu com muitas das primeiras imagens do site, e elas vêm junto de observações engraçadinhas. Veja essa radiografia de um pote de desodorante enfiado bem lá naquele lugar (esquerda). O radiografista nota: “É preciso mais do que isso para fazer as coisas cheirarem bem”.

Raio-X esquisito (2)

Ou ainda, essa anotação sobre a radiografia de uma berinjela–também naquele lugar (direita):

O formato da berinjela dá a ela a tendência de deslizar para cima assim que ela passa a borda anal. E quando isso acontece… bem, significa uma visita vergonhosa à sala de emergência do hospital mais próximo, ou, quem sabe, do hortifruti mais próximo.

Alguns médicos têm um fascínio estranho por objetos dentro do corpo humano. No livro Stuck Up!, Marty Sindhian, Rich Dreben e Murdoc Knight reuniram 100 imagens bizarras de raio-X, com iPods, Barbies e fitas cassete bem lá onde não deveriam.

E como é que os médicos resolvem casos como esses? Bem, um reto cheio evacua uma hora ou outra. E tem como dar uma forcinha, seja com um fórceps, força abdominal, ou — essa soa como a pior opção — inflando a bexiga com um cateter para ajudar a empurrar tudo pra fora. [Radiopaedia via ABC News]

Imagem inicial: lata de spray; brinquedo sexual grande; pote de café solúvel