O Skype agora está ausente de várias lojas de aplicativos na China, e, mais especificamente, da loja da Apple, o que o torna a mais recente vítima dos pesados esforços de censura na internet chinesa, conhecidos como o “Grande Firewall“.

New York Times noticia que o aplicativo de mensagens e chamadas foi removido das lojas online quase um mês atrás.

“Fomos notificados pelo ministério de Segurança Pública de que uma série de aplicativos de comunicação por voz via internet não cumprem as leis locais. Portanto, esses aplicativos foram removidos da App Store na China”, disse uma porta-voz da Apple, em comunicado enviado por email ao jornal. “Esses aplicativos permanecem disponíveis em todos os outros mercados em que mantêm negócios.”

O comunicado se refere à lei de cibersegurança da China implementada em junho, cujo conteúdo ajuda o governo a bloquear aplicativos de mensagens sem banir diretamente os serviços.

Usuários de Skype na China, irritados, foram a fóruns online reclamar da impossibilidade de pagar pelo serviço por meio da Apple, de acordo com o New York Times. As postagens alegam que os problemas começaram no final do mês passado.

Em julho, a Apple removeu serviços de VPN de sua loja de aplicativos na China, por volta da mesma época em que o WhatsApp foi parcialmente bloqueado no país. Dois meses antes, a empresa havia tirado iBooks e iTunes Movies da App Store chinesa. Os apps de mensagens Telegram e Line, assim como Facebook e Gmail, também foram bloqueados em solo chinês.

Como a reportagem do New York Times aponta, restrições online autoritárias não são coisa nova na China, mas o presidente Xi Jinping intensificou os esforços para controlar plataformas de comunicação e redes sociais no país.

Um porta-voz da Microsoft, empresa-mãe do Skype, confirmou ao jornal que o aplicativo havia sido “temporariamente removido” da loja da Apple, mas não fez comentários sobre a remoção do Skype de lojas de aplicativos de terceiros para o Android, sistema operacional móvel do Google. Muitos serviços do Google estão barrados na China, então os usuários de Android recorrem a meios alternativos, em vez da Google Play Store.

O Skype ainda funciona na China, mas pode não estar disponível para compra na loja de aplicativos da Apple até que a empresa descubra como oferecer o app de maneira que não viole a nova lei de cibersegurança.

O Gizmodo entrou em contato com Apple e Microsoft, e vamos atualizar esta publicação se tivermos alguma resposta.

[The New York Times]

Imagem do topo: Getty