De acordo com a Samsung, até 2010 a maioria das pessoas que queiram uma TV LCD já terão uma e, após isso, eles esperam uma queda brusca nas vendas. A solução deles? Instigar os compradores com tecnologias novas e “obrigatórias”.

Ontem no Samsung Tech Forum, JunHyung Souk, vice-presidente de P&D de display, disse que achava que a receita com televisores poderá declinar consideravelmente após 2010, caindo até 40%. Souk acha que as vendas de TVs LCD atingiram um ponto no qual eles não podem crescer mais e uma outra inovação é necessária para manter os compradores enfiando a mão no bolso por eles. Assim, ele revelou diversas áreas que a Samsung está buscando dar um gás, inclusive a tecnologia de display 3D, OLED e outros conceitos de dispositivos pessoais, tais como LCDs dobráveis e displays em forma de papel. No entanto, fora a opção 3D, não há notícia de quando qualquer uma destas tecnologias de fato estarão ao alcance dos consumidores.

Além disto, outros porta-vozes da Samsung mencionaram futuros planos para a tecnologia de displays. HyunSuk Kim, vice-presidente de P&D, previu que displays de definição ultra-alta (2160p) poderiam estar nos mercados varejistas até 2011 e mencionou precipitadamente o desenvolvimento de uma tecnologia de TV dupla, que envolve usar um dispositivo de display menor para controlar um painel plano LCD maior. Ele também acha que o conteúdo 3D vai realmente ser ampliado no segundo semestre de 2009, notando que a oferta de conteúdo já estava começando a surgir em muitas áreas. [Samsung no Giz]