Depois que o Xperia Play ficou aquém das expectativas, a Sony mudou sua estratégia para jogos no celular: em vez de criar dispositivos específicos, eles criaram uma plataforma – a PlayStation Mobile – que funciona em vários aparelhos.

Agora, a Sony lança o SDK para desenvolvedores apostarem na PlayStation Mobile, e levarem seus jogos para dispositivos certificados e para o PS Vita.

É uma esperança de que o catálogo de jogos cresça: até agora, só cerca de 20 jogos estão disponíveis para os dispositivos PlayStation Certified — contra centenas de milhares disponíveis na Play Store e na App Store. A plataforma estreou no início de outubro.

Ainda há muitas limitações na PlayStation Mobile. Por exemplo, os aparelhos certificados são poucos: alguns da linha Xperia, os tablets da Sony e a linha HTC One, mais outros da Fujitsu e Sharp. O fato de a PlayStation Mobile só estar disponível em nove países (Japão, EUA, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Espanha e Austrália) também não colabora.

Os poucos títulos não ajudam a atrair consumidores aos dispositivos certificados. E a Sony já disse que não levará ports de jogos do PS1 à plataforma. Sendo assim, por que usar a PlayStation Mobile se não há um grande diferencial?

A Sony tem seus motivos para bancá-la: se a plataforma emplacar, ela pode impulsionar o PS Vita – com desempenho nas vendas abaixo do esperado – porque os jogos da PSM são compatíveis com o console portátil.

Mas faz sentido para desenvolvedores? Bem, eles podem testar o SDK gratuitamente antes de comprar uma licença, que, pelo preço de 99 dólares, permite o upload ilimitado de apps durante um ano. E há alguns relatos positivos de quem vende jogos pela PSM – é um bom começo, mas não é perfeito.

Com o SDK, este será o real começo da PlayStation Mobile. A Sony conseguirá repetir parte do sucesso dos consoles em celulares e tablets? [PlayStation Blog via SlashGear]