No próximo ano, se tudo ocorrer como planejado, SpaceX e Boeing vão começar a levar astronautas americanos para a Estação Espacial Internacional, dando fim ao monopólio russo no transporte de passageiros para a estação. Antes da construção de novos veículos espaciais, a NASA está criando uma espécie de estacionamento no laboratório espacial para seus parceiros comerciais.

SpaceX vai tentar aterrissar três foguetes de uma só vez
As fotos do lançamento do maior foguete do mundo são incríveis

Na sexta, os astronautas Kate Rubbins e Jeff Williams vão instalar o primeiro de dois adaptadores para atracar a CST-100 Starliners (da Boeing) e a Crew Dragon (da Space X) à Estação Espacial Internacional. Rubin e Williams vão contar com uma ajuda do braço robótico Canadarm 2, que removerá o adaptador da última recarga deixada pela sonda Dragon, da SpaceX. Basicamente, ela deve deixar o local preparado para os astronautas executarem a tarefa deles na sexta.

Para instalarem os adaptadores, os astronautas deverão fazer uma caminhada espacial de 6,5 horas. Para quem lê pode parecer algo que acontece quando dá na telha dos astronautas, porém, na verdade, é um processo precisamente orquestrado com manobras, a ponto de o controle da missão controlar tudo minuto a minuto. Para ter uma ideia da quantidade de planejamento que uma missão como essa requer, você pode dar uma olhada nesse trailer feito pela NASA sobre como vai ser esta caminhada espacial de 19 de agosto:

Formado em 2012, o Programa de Tripulação da NASA é parte da estratégia da agência de longo termo em recuperar a autonomia do país no espaço. Os dois grandes beneficiados, SpaceX e Boeing, receberam US$ 3 bilhões da NASA para desenvolverem sistemas para transportar astronautas até a órbita baixa da Terra e à Estação Espacial Internacional. As duas empresas vêm trabalhando duro e devem já enviar os primeiros astronautas em 2017.

A título de curiosidade, atualmente, a única forma de americanos irem para o espaço é pegando uma carona com os russos.

A caminhada espacial da sexta-feira vai ser transmitida pela NASA. Caso você se interesse, é possível ver pela internet por volta das 7h05 (horário de Brasília).