Grandes empresas do Vale do Silício – Adobe, Apple, Google, Intel, entre outras – fizeram acordos entre si para não tirarem funcionários umas das outras, e o Departamento de Justiça americano revelou provas disto. As empresas agora são alvo de ação judicial popular, e vazou mais uma informação sobre o processo: Steve Jobs enviou um e-mail para Eric Schmidt, pedindo que o Google parasse de tirar funcionários da Apple.

A Reuters diz que o e-mail, enviado em 2007, recebeu ação rápida de Schmidt, que foi bem receptivo.

“Eu ficaria bastante satisfeito se sua área de recrutamento parasse de fazer isto”, escreveu Jobs.

Schmidt encaminhou o e-mail de Jobs para outros destinatários não revelados.

“Vocês podem interromper isto e me informar por que isto está acontecendo?”, escreveu Schmidt.

O diretor de recrutamento do Google respondeu que o funcionário que contatou o engenheiro da Apple “será demitido em menos de uma hora”.

Ele também disse: “Por favor, repasse meu pedido de desculpas a Steve Jobs”.

As empresas acusadas fizeram acordo com o Departamento de Justiça em uma corte criminal. Mas quanto mais histórias como esta vazarem, mais dinheiro elas terão que gastar quando inevitavelmente fizerem acordo na corte civil. [Reuters via Apple Insider; imagem via]