Um comunicado de Steve Jobs confirma os relatos anteriores de que seus problemas de saúde estão mais sérios que o indicado no comunicado da semana passada e ele está tirando uma licença de seis meses. Tim Cook vai assumir o seu lugar agora.

O comunicado foi relatado pela CNBC e contradiz os relatos anteriores e as declarações da Apple de apenas uma semana atrás, antes da Macworld. Direto da Info, eis a carta completa dele:

 

Equipe,

Estou certo de que todos vocês viram a minha carta na semana passada, na qual compartilhava algo extremamente pessoal com a comunidade Apple. Infelizmente, a curiosidade em relação a minha saúde continua a ser uma distração não apenas para mim e para a minha família, mas para todos na Apple também. Além disso, na semana passada descobri que meus problemas de saúde eram mais complexos do que eu inicialmente imaginava.

Para sair do centro das atenções e manter o foco em minha saúde – e permitir que todos na Apple possam se concentrar em criar produtos extraordinários –, decidi tirar uma licença médica até o fim de junho.

Pedi a Tim Cook para ficar responsável pelas operações do dia-a-dia da Apple, e eu sei que ele e os outros integrantes da equipe de executivos vão fazer um excelente trabalho. Como CEO, pretendo continuar envolvido nas principais decisões estratégicas enquanto estiver fora. Nossa direção dá pleno suporte a esse plano.

Espero encontrar todos vocês neste verão (inverno para nós no Brasil).

Steve.

 

O comunicado também foi postado pela MDS, aqui.

A carta acima claramente denota que seus problemas de saúde são mais complexos que o imaginado previamente, mas seus motivos para tirar a licença incluem o fato de que as histórias sobre a sua saúde distraem a empresa na realização do seu trabalho principal. Da última vez que Jobs saiu para fazer cirurgia do seu câncer no pâncreas, ele tirou um mês de licença. Desta vez ele está tirando seis meses.

Além disso, o NYTimes está indicando que ou Jobs descobriu alguma alteração na sua condição física após a Macworld, um pouco mais de uma semana atrás, ou a renúncia foi cuidadosamente programada para evitar conflitos com declarações anteriores (esta análise é feito a despeito da parte do comunicado onde diz que ele descobriu que sua saúde estava pior “ao longo da semana passada”).

O grande alívio é que Steve “espera encontrar todos nós no meio do ano”. Eu espero que seu descanso corra bem e que ele retorne bem em julho.

[CNBC, All Things D, Info e o NYT, Photo by Ben Stanfield]

Nota do editor: nós recebemos muita crítica por revelar o boato impopular de Steve estar muito doente para apresentar-se na Macworld há algumas semanas e especularmos sobre sua renúncia há meses. Colegas da CNBC, do All Things D e outro não ficaram tão convencidos, já que nos baseávamos em uma fonte em particular em conflito com o que a Apple e outras fontes haviam dito a eles. O NYTimes editou a nota de Jesus Diaz no esboço inicial da história e a Associated Press a publicou do nada. Aparentemente, eles todos acreditam na história agora. Um agradecimento especial a Josh Q. da Time e Dan F. e a equipe do Silicon Alley Insider pela confiança e por não atirar no mensageiro.