Na verdade, o tablet deste vídeo é o segundo protótipo, mas o primeiro nem vale a pena ser mencionado: não foi terminado nem parecia com o inicialmente projetado. O segundo tablet aproxima-se mais do conceito inicial: ele funciona e com ele acessa-se a internet apenas com uma tela sensível a toque e um teclado na tela. O protótipo tem processador Via Nano, 1 GB de RAM e 4 GB de memória flash, e roda Ubuntu com um navegador personalizado, baseado no WebKit (que parece o Konquerer, com botões maiores).

No novo protótipo, revelado hoje, pouco mudou: agora o CrunchPad tem superfície em alumínio e é 18 milímetros mais fino. O software também foi atualizado, e quando liga abre direto o navegador.

    

O aparelho funciona bem, e Arrington merece reconhecimento pelo projeto. Mas tem um detalhe:

Queríamos cobrar 200 dólares pelo tablet, mas 299 parece mais realista.

Data de lançamento? A TechCrunch já está trabalhando com parceiros para trazer o web tablet ao mercado, mas não sabe ainda quando.