Tirar fotos de janelas é complicado porque a luz reflete e estraga a imagem. Mas cientistas do MIT desenvolveram uma nova tecnologia que pode acabar com isso.

>>> Finalmente descobriram como tirar o seu reflexo de fotos de janelas

Membros do Media Lab do MIT desenvolveram uma tecnologia que detecta quanto demora para o flash rebater em objetos próximos (como, digamos, uma janela) e objetos que estão distantes (o que você quer colocar na sua foto). A partir daí, a equipe conseguiu separar os sinais que iluminavam apenas o que eles queriam na imagem.

A chave aqui é um princípio chamado “transformada de Fourier” – um fenômeno importante de processamento de sinal que separa frequências diferentes dentro de um sinal. Usando uma câmera do Microsoft Kinect modificada, a equipe do MIT tirou uma foto e separou as suas 45 frequências, incluindo sinais que mostravam o flash atingindo objetos próximos, e a luz atingindo objetos distantes. Isso fazia as muitas frequências a chegarem ao sensor da câmera em tempos diferentes.

camera-2

A partir daí, a equipe conseguia selecionar qual sinal queria manter. Em seu experimento, eles mantiveram a imagem de uma cabeça de manequim iluminada e eliminaram as frequências que produziam imagens com reflexo de janela.

Esse desenvolvimento pode não apenas mudar a fotografia, mas também melhorar lasers e ultrassons que detectam explosivos. A coisa mais maluca, entretanto, é que os pesquisadores fizeram esse truque complicado de separação de imagem usando uma câmera do Kinect.

“Para isso, muita gente pensaria que é necessário equipamentos grandes e caros de laboratório,” explicou o professor de física Laurent Daudet. “Essa é uma linha de trabalho bem elegante e inspiradora.” Surpreendente o que podemos fazer com hardware barato de videogame, não é mesmo?

[MIT]