Hoje à tarde, ao clicar sobre a minha aba do Gmail, deparei-me com um visual novo, com bordas azuis mais fortes do que o normal. Sem saco para pesquisar o que diabos ocorrera, mandei uma mensagem à minha querida Dani Arrais, uma das maiores viciadas no Chat do Gmail da história dos viciados no Chat do Gmail de todos os tempos, que logo me esclareceu a questão.


Themes. Temas. Skins. OK, muitos usuários já os usam por meio de scripts ou extensões, mas em geral isso limita o visual personalizado aos sistemas que têm os add-ons necessários instalados. Com os temas oferecidos dentro do próprio Gmail (Settings, Themes), o layout escolhido pode ser exibido em qualquer computador, já que a escolha é salva nas configurações do serviço.

Não sei desde quando os themes estão disponíveis – até porque não faço muita questão de eye candy (uso o cinzento “Tema clássico do Windows” no XP, por exemplo) –, mas aparentemente o recurso ainda não foi ativado em todas as contas. De qualquer maneira, há algumas opções interessantes, como as que mudam conforme o seu horário local (o Gmail pergunta onde você está) e deixam-no deprimido por trabalhar tanto. A Dani (que, para ser justo, tem vários outros vícios, como design e coisas desenhadas por Deus) voltou para o Classic. Eu ainda não me decidi, mas no momento uso o Minimalist.

O ideal mesmo seria um meio de personalizar o layout todo – e salvá-lo no Gmail, claro.