Em janeiro, a Tesla atualizou o software de seu carro elétrico Model S, permitindo que ele saia sozinho de uma garagem mesmo se houver um portão no caminho. Agora, ele consegue fazer estas coisas através de um smartwatch.

>>> Carros da Tesla ganharam um piloto automático – eis como ele funciona
>>> Elon Musk pode ser nossa melhor esperança para ir além dos combustíveis fósseis

A atualização v7.1 permite que o Model S estacione sozinho usando o recurso de piloto automático. Ele também pode fazer as manobras para sair do local de estacionamento – basta usar a chave elétrica.

Além disso, é possível conectar o Model S a um abridor de portão de garagem através de uma conexão HomeLink. Dessa forma, o carro abre o portão por conta própria, sai para a calçada e fecha o portão. Ele também faz isso no sentido inverso, estacionando sozinho dentro da garagem.

Tudo isso é impressionante por si só, e fica ainda mais futurista quando você usa um Apple Watch para executar os comandos:

O app se chama “Remote S for Tesla”, e foi atualizado recentemente para incluir estes recursos, segundo o International Business Times.

A Tesla avisa que o carro precisa estar alinhado com o portão da garagem, e que ele consegue sair apenas em calçadas planas. O usuário precisa estar próximo ao veículo para ativar o recurso, e o processo pode ser interrompido a qualquer momento – basta pressionar o botão central na chave, ou usar o Apple Watch.

O Model S pode ganhar novos truques de automação porque todo modelo fabricado desde outubro de 2014 possui câmeras e sensores no para-choques – um sonar que envia pulsos ultrassônicos para detectar os carros ao redor; um radar frontal que pode ver através de névoa e chuva; mais um GPS de alta precisão.

Em outubro, o Model S ganhou um piloto automático: o carro se mantém automaticamente na pista, desacelerando conforme necessário para evitar batidas; e muda de faixa quando você dá sinal, e quando ele detecta que o caminho está livre.

O Autopilot é uma prévia de como serão os carros autônomos do futuro. Elon Musk acredita que teremos veículos dirigindo totalmente sozinhos até 2018.

[International Business Times via Jalopnik]

Foto por Tony Gutierrez/AP