Um novo teste que deve chegar no próximo ano à Inglaterra promete dizer aos pacientes quanto tempo de vida eles têm e, obviamente, o anúncio não poderia chegar sem muita polêmica e controvérsia. O teste mede os telômeros da pessoa, ou as estruturas encontradas na extremidade dos cromossomos. O comprimento dos telômeros aparentemente está relacionado com o envelhecimento biológico do paciente e, assim, os pesquisadores querem oferecer poderiam oferecer detalhes sobre quanto tempo um corpo irá aguentar.

Quer dizer, alguns pesquisadores farão isso. Outros não estão certos de que se trata de uma boa ideia. O teste, desenvolvido pelo Centro Nacional de Pesquisa de Câncer da Espanha, será representado por uma empresa chamada Life Length, que está tendo conversas com empresas de diagnóstico médico que atuam na Europa. Quando for vendido oficialmente, o teste custará cerca de U$700.

O processo é bem simples: o paciente tira uma amostra de sangue e o teste checa o comprimento dos telômeros, que são usados basicamente para determinar sua idade biológica. Pesquisas mostram que pessoas com telômeros menores do que o normal têm tempo de vida menor do que aqueles com telômeros longos. Eles também podem ter um caso grave de ansiedade dos telômeros que eles não sabiam ter.

Os críticos enxergam isso como um problema. Além da possibilidade de seguradoras obrigarem os futuros clientes a fazer um teste de telômeros para determinar o valor dos seguros de vida e de saúde, ele também pode aumentar o medo de morrer nas pessoas — e abrir espaço para fraudes e medicinas falsas que prometeriam estender seus telômeros — e vida.

A história toda parece um bom enredo para um livro de ficção, mas alguns estão receosos que este tipo de teste possa abrir uma Caixa de Pandora que nós não teremos mais como fechar. O preço pode ser uma das partes mais polêmicas, 700 dólares; e vamos ser sinceros: telômero algum será longo o suficiente para agradar alguém. [Medical Express; Image credit: NASA]

A Popular Science é seu canal para o futuro. Relatando o que há de novo e os próximos passos da ciência e da tecnologia, nós entregamos o futuro hoje.