A Intel anunciou, durante a conferência Computex, a terceira versão dos conectores Thunderbolt: a novidade deixa de lado o próprio conector Thunderbolt e adota a entrada USB Type-C.

É mais um sinal que o futuro pertence ao Type-C, já presente em alguns computadores, como o novo Macbook e o Chromebook Pixel mais recente. E a novidade permite até mesmo transferir dados para dois monitores 4K simultaneamente.

Os cabos são basicamente idênticos aos USB-C normais: transferem dados, áudio, vídeo e energia, são reversíveis e pequenos. As diferenças ficam por conta do símbolo Thunderbolt presente nos cabos novos, e da velocidade de transferências – o dobro dos 20 Gbps no Thunderbolt 2:

thunder-c.0

Como mostra o gráfico acima, o Thunderbolt 3 poderá transferir até 40 Gbps de dados. É oito vezes a velocidade do USB 3.0, e quatro vezes a velocidade do USB 3.1 lançado há alguns anos. E o Thunderbolt 3 ainda oferece suporte ao USB 3.1, então ele funciona com cabos USB Type-C atuais.

Além da exorbitante taxa de transferência, a Intel explica que ele pode, inclusive, transferir dados de áudio e vídeo para dois monitores 4K simultaneamente a 60 Hz. Ainda segunda a empresa, a entrada pode transferir filmes em 4K em menos de 30 segundos, além de fornecer até 100 watts de energia. Quem tem portas Thunderbolt 2 terá que usar um adaptador, no entanto.

A novidade da Intel torna a entrada Type-C ainda mais interessante e atraente, fazendo dela o provável futuro das entradas USB. Afinal, Apple e Google já lançaram computadores com o padrão USB Type-C, e por transferir todo tipo de coisa (dados, áudio, vídeo e energia), a entrada pode começar a dar as caras em outros computadores e, até, quem sabe, em celulares e tablets – uma vez que ela é tão pequena quanto uma entrada micro-USB.

Os primeiros produtos com Thunderbolt 3 devem chegar ao mercado até o fim deste ano. [Intel via Verge]

Imagens por Intel