O TIM Beta completou dez anos de vida e passou por uma reformulação. Agora, ele oferece franquias maiores para usar com alguns aplicativos e durante a madrugada. Além disso, há uma nova categoria e desafios aos consumidores.

Antes de mais nada, vamos explicar o que é o TIM Beta. Ele é um plano pré-pago disponível, em grande parte, apenas para clientes convidados por outros clientes. Para subir de categoria e conseguir acesso a pacotes maiores de internet, os clientes participam de jogos e desafios em que ganham pontos.

Novo Lab+ tem internet ilimitada de madrugada

A partir desta quarta-feira (16), o TIM Beta terá três categorias: Beta, Lab e Lab+. As três só estão disponíveis em pacotes mensais, com preço de R$ 6o. O plano diário e o plano semanal foram descontinuados.

No Beta, o pacote mensal tem 10 GB, 30 GB de bônus para usar de madrugada (da meia-noite às 6h, como nos velhos tempos da internet discada) e 4 GB exclusivos para TikTok, Instagram, Netflix e YouTube.

No Lab, o pacote tem 20 GB, com 60 GB para madrugada e 6 GB para os apps exclusivos. O Lab+ oferece os mesmos 20 GB, mas tem internet ilimitada de madrugada e 8 GB para os aplicativos selecionados.

Os bônus da madrugada já estavam disponíveis em outros planos da TIM, como o TIM Pré Top. Em conversa com o Gizmodo Brasil, João Stricker, diretor de marketing da TIM Brasil, disse que essa vantagem vem tendo boa aceitação dos clientes. Segundo o executivo, é o horário em que as pessoas estão vendo vídeos, séries e filmes e também jogando online.

Em todos os planos, o WhatsApp ainda pode ser usado sem descontar da franquia. Os clientes também ganham acesso a Babbel, de cursos de idiomas, e Skello, de e-books, além do TIM Banca Virtual. Por outro lado, não há menção ao Deezer, streaming de música e podcasts que fazia parte do pacote até agora.

Novo jogo terá desafios

O TIM Beta também abandonou o game Blablablâmetro, que, em sua última versão, dava pontos por recargas e contratação de pacotes. Agora, em um novo app, clientes receberão desafios.

Um deles é que, após o vencimento do plano, o consumidor terá até cinco dias para renovar o pacote. “Ou seja, se o cliente contratou sua oferta mensal no dia 15, ele tem até o dia 20 do mês seguinte para fazer uma recarga de R$ 60 e renová-la”, explica o comunicado da TIM.

Caso não renove sua oferta, quem tem Beta perderá o plano e passará para o TIM Pré Top, e quem tem Lab ou Lab+ será rebaixado de categoria.

Haverá, porém, outros desafios. O comunicado da TIM fala em ações de engajamento nas redes sociais, recargas por meios digitais ou por meio do C6 Bank ou convidar um amigo que entre para o plano e faça uma recarga. Também pode haver desafios surpresa pelo aplicativo do plano. As rodadas de desafios duram três meses, contando a partir da data que o usuário entra no TIM Beta.

Como virar TIM Beta

O TIM Beta, aliás, continua disponível por meio de convites, que são enviados por quem já está no plano. Há uma alternativa a isso, porém: contratar o TIM Pré Top e fazer recargas de R$ 30 por meios digitais durante quatro meses seguidos — o usuário ganha um convite para o Beta no quinto mês.

Concorrência

Durante muito tempo, o TIM Beta reinou praticamente sozinho como plano barato e com muita internet. De uns tempos para cá, porém, outras operadoras criaram ofertas com custo-benefício mais parecido, como o Claro Flex, o Vivo Easy e os planos controle da Oi.

Stricker diz, porém, que o TIM Beta continua sendo um plano único no mercado brasileiro por sua dinâmica de convidados e desafios para conseguir pacotes mais vantajosos. Segundo o executivo, as movimentações da concorrência são naturais, e as mudanças na TIM são para manter o plano atualizado para a base de usuários, que é, nas palavras dele, “engajada e exigente”.