Desde que o FBI fechou o Megaupload, ficou a pergunta: o que vai acontecer com os dados dos usuários armazenados no serviço? Parece que eles simplesmente serão deletados, e já nesta quinta-feira.

A Associated Press informa que uma carta, integrada ao caso judicial nesta sexta-feira pela Procuradoria dos EUA, diz que as empresas de armazenamento de dados usadas pelo Megaupload têm permissão para deletar os dados nesta quinta.

A carta explica também que apesar do governo copiar alguns dados, os servidores em si não foram levados fisicamente – ao contrário das coisas realmente importantes, como os carros do dono da empresa. Agora que os mandados de segurança já foram executados, não dá mais para ter acesso aos dados direto nos servidores.

Os servidores são controlados pela Carpathia Hosting Inc. e Cogent Communications Group Inc., e parece que o futuro dos dados lá armazenados depende em parte destas empresas – no momento, isto significa que eles planejam deletá-los em breve.

Ira Rothken, advogado do Megaupload, explicou à Associated Press que a empresa está trabalhando para impedir que os dados sejam removidos: “Nós estamos prudentemente otimistas neste momento de que os EUA, assim como o Megaupload, terão um desejo comum de proteger os consumidores, e que este tipo de acordo será fechado”.

Segundo Rothken, pelo menos 50 milhões de usuários correm o risco de perderem seus arquivos no Megaupload, e este não é o único risco: os dados seriam importantes para a empresa se defender na Justiça. [Associated Press]