O Centro de Guerra Aeronaval dos EUA está no momento desenvolvendo um traje de simulação de homem-bomba na tentativa de preparar os soldados para encontros com combatentes possivelmente trajando bombas, de acordo com os pedidos de patente.

O dispositivo deve ser usado como parte do MILES das forças armadas, cuja sigla significa Sistema Integrado Múltiplo a Laser de Combate, que usa lasers e cartuchos vazios para simular combates reais do gênero, como se fosse uma versão superior do designador laser.

O traje é recoberto por LEDs que transmitem os códigos MILES apropriados por uma ampla área, simulando quanto de destruição ocorreria se um traje semelhante detonasse no mundo real. Ele também possui sensores para reconhecer os melhores locais para atingir o usuário de forma a deixá-lo desamparado e sem ativar a bomba. Boa coisa de se saber, especialmente conforme nosso mundo continua a se aproximar das batalhas com táticas de guerrilha em vez da antiga guerra no estilo “Regras de Combate”. [Firearmblog]