Conheça o Exosuit: este escafandro rígido de US$ 600.000 consegue levar humanos a 300 m debaixo d’água mantendo a pressão da superfície. É o primeiro de sua categoria, e é o que Tony Stark usaria para se encontrar com o Rei Namor.

O que é?

O Exosuit foi projetado e construído pela Nuytco Research, de Vancouver (Canadá). Trata-se de um equipamento feito de liga de alumínio, com 1,8m de altura e mais de 240 kg. Ele permite a cientistas e pesquisadores explorar criaturas desconhecidas em profundidades extremas, onde a pressão é 30 vezes maior do que na terra.



O Exosuit também é equipado com um sistema de oxigênio que dura até 50 horas, bem como luzes LED poderosas para visibilidade total, e um visor que permite ao usuário olhar para baixo até o tórax.

exosuit (2)

Quando o traje está submerso, o peso é completamente neutralizado. O usuário pode até se comunicar com a superfície por fibra óptica, e enviar informações constantemente para lá. É o resultado de mais de 35 anos de pesquisa.

Ele é impulsionado por quatro propulsores controlados pelos pés – como o Homem de Ferro! – cada um com 1,6 cavalo de potência. Também há apoios para os pés na parte inferior, que dão o piloto controle total para ir em qualquer direção.

E o mais importante: o Exosuit tem 18 articulações rotativas nos braços e pernas, cheias de óleo para garantir um movimento fluido. E as mãos funcionam bem mesmo para quem tem pouca experiência: pessoas que receberam apenas uma hora de treinamento conseguiram, com facilidade, pegar um centavo do chão enquanto usavam o traje.

exosuit (3)

Também é possível usar bisturis e seringas, além de manipuladores que agem como garras para coletar objetos e tirar fotos, e outras ferramentas necessárias para se pesquisar criaturas pequenas do mar. John Sparks trabalha no departamento de ictiologia (estudo dos peixes) do Museu Americano de História Natural, e explica que as possibilidades são realmente infinitas:

Ao descer em submarinos para algumas poucas viagens [de pesquisa e testes], eu tive um monte de ideias, e vimos criaturas das quais podíamos extrair proteínas para uso em trabalhos biomédicos. A primeira coisa que pensei foi: seria bacana ter um traje e encará-los olho no olho, em vez de apenas vê-los em uma tela de TV em um submarino. Afinal, essa capacidade limitada de interagir com eles simplesmente não nos dá o mesmo entendimento de sua fisiologia. [No Exosuit], você está realmente no ambiente deles. Você está imerso, quase como os outros organismos.

Tecnicamente, você poderia mergulhar a 300m de profundidade em um traje normal de mergulho livre. Mas você não iria durar muito tempo por lá. A pressão é tão grande que você só conseguiria aguentá-la por alguns minutos. Esta é a primeira engenhoca que permite não só ir fundo, mas ficar lá por tempo suficiente para capturar um espécime e manipulá-lo com destreza.

exosuit (4)

O que ele vai fazer?

O Exosuit já foi usado dentro d’água no ano passado, nas Ilhas Salomão. Mas em julho, o traje irá ao mar em um teste na Stephen J. Barlow Bluewater Expedition, a 150 km da costa leste dos EUA. Lá, ele será usado para explorar uma área do oceano chamada “The Canyons”, devido a sua série de declives íngremes a quase 3 km de profundidade. O Exosuit será usado em profundidades menores, para acompanhar criaturas bioluminescentes que ainda não conhecemos muito bem.

O objetivo é saber mais sobre a sua constituição biológica, por vários motivos diferentes. Até agora, os cientistas só identificaram 180 espécies de peixes bioluminescentes, apesar de estarem convencidos de que existem muitas mais.

exosuit (5)

Além disso, sabemos muito pouco sobre os hábitos deles, e como eles vivem. Sparks explica:

Nós queremos descer mais fundo e ver esses animais vivos. Nesta expedição, poderíamos trazê-los em uma rede de arrasto, mas os peixes tendem a vir esmagados e mutilados, e muito poucos chegam vivos. Isso não nos permite observar seus padrões de cintilação. Por isso, só nos restaria inferir isto através da anatomia, da aparência deles.

Ao obter mais detalhes, isso nos daria a prova de que a-ha!, eles estão se comunicando. Se pudéssemos ter uma foto ou um vídeo desses padrões únicos de cintilação para diferentes espécies, então nós saberemos que eles usam a luz para se comunicar uns com os outros.

O Exosuit também viaja com um ajudante, o DeepReef-ROV, um veículo de US$ 600.000 desenvolvido pela National Science Foundation. Ele foi concebido com o propósito de estudar a bioluminescência, tirando imagens de alta resolução das criaturas em seus habitats naturais.

Este submarino é surpreendente por si próprio: ele é equipado com três câmeras, mas pode ter até 10; e está sempre enviando as informações para a superfície através de fibra óptica.

exosuit (6)

Por que ele é importante?

Estudar seres bioluminescentes não é apenas um fim em si mesmo: isto também tem implicações para os seres humanos.

Há uma proteína no interior de criaturas bioluminescentes que é semelhante a outra encontrada no cérebro humano. Descoberta na década de 60, ela se chama “proteína verde”, e se nós aprendermos mais sobre ela, os cientistas podem revelar mais sobre como o nosso cérebro envia sinais, como ele se deteriora, e assim por diante. Isso pode ser aplicado a pesquisas sobre epilepsia, Alzheimer, detecção de câncer e outros.

As proteínas bioluminescentes também podem revelar muito sobre os processos invisíveis que acontecem dentro das células. Afinal, quando acontecem nestes animais brilhantes, eles são expressos em flashes de luz. Assim, os cientistas podem aprender mais sobre o funcionamento das células, bem como sobre disfunções que ficam escondidas em outros organismos.

E isso é só um estudo. Ter acesso ao Exosuit significa que, no futuro, teremos acesso a muitos outros trajes semelhantes, para explorar o oceano em profundidades maiores e com mais granularidade do que nunca. Tony Stark ficaria orgulhoso. [Exosuit]


Uma das câmeras do Exosuit:

exosuit (8)

A “mão” do Exosuit:

exosuit (9)

Algumas das 18 articulações do Exosuit:

exosuit (10) exosuit (12)

Câmera e visor:

exosuit (11)

O Exosuit:

exosuit (7)