Dois trens-bala colidiram em uma ponte próxima de Wenzhou, na China. Segundo o Telegraph, um dos trens foi atingido por um raio, deixando-o sem energia e fazendo-o parar. Outro trem-bala chegou por trás, fazendo quatro vagões descarrilharem e outros dois caírem da ponte. Pelo menos 43 pessoas morreram, e 210 estão feridas.

Este é o primeiro acidente na rede de trens-bala da China. O país vem investindo pesadamente em trens rápidos, mas recentemente a expansão se reduziu, sob acusações de que os trens-bala não são seguros o bastante. Um dos motivos é a corrupção: por exemplo, supervisores de obras sem experiência técnica, uso de concreto de baixa qualidade, e notas fiscais superfaturadas. Um comentário popular na internet chinesa, reproduzido pelo Telegraph, diz: “quando um país é corrupto a ponto de um só raio causar um acidente de trens… nenhum de nós é isento”.

A orientação dos oficiais chineses à mídia é não dar muita importância ao acidente: “Não cubram o acidente com muita frequência. Publiquem histórias comoventes de pessoas doando sangue ou motoristas de táxi não cobrando corridas de vítimas. Não investiguem as causas do acidente.” [Telegraph]