O Google Street View recebeu uma atualização que permite aos usuários visitarem os vagões da nova linha de trem-bala no Japão. Conhecida por Hokuriku Shinkansen, ela é uma extensão da linha originalmente chamada de Nagano Shinkansen – e foi inaugurada hoje.

O novo trem possui três cabines distintas:

– Grand Class, a primeira classe, com apenas seis fileiras de poltronas por vagão e a presença de comissários de bordo que providenciam comida, bebidas e outros;

– Green Class, uma cabine intermediária, que oferece mais espaço entre cada poltrona e um local maior para bagagens — além de toalhas quentes, bebidas e um vagão para fumantes;

– e a Classe Padrão que é, bem, a classe econômica.

A linha conectará Tóquio à cidade de Kanazawa em apenas 2h30. A distância de uma cidade a outra é de cerca de 400 km — mais ou menos 6h de carro ou 4h de trem comum.

O Google fez um vídeo documentando como foi a produção deste conteúdo para o Street View:

Essa linha tem uma história que remonta a várias décadas. Em 1982, as cidades de Tóquio e Takasaki foram ligadas por uma linha de trem-bala (Joetsu). Em 1997, outra ferrovia de alta velocidade conectou Takasaki a Nagano. E hoje, é inaugurado o trem-bala entre Nagano e Kanazawa.

Todas essas linhas são integradas no que se chama de “shinkansen”, uma rede de ferrovias de alta velocidade – atingindo entre 240 km/h e 320 km/h – espalhadas por todo o Japão; veja o mapa abaixo. Há planos para expandir o Hokuriku Shinkansen a mais seis cidades até 2026.

O Japão também se prepara para inaugurar uma linha de trens maglev, que voam baixo a até 500 km/h por usarem a tecnologia de levitação magnética. A linha conectará as cidades de Tóquio e Nagoya, e deve ser inaugurada em 2027. [Mashable]

Mapa Shinkansen do Japao
Este mapa mostra apenas os trens de alta velocidade no Japão; a malha ferroviária do país é ainda maior. (Hisagi/Wikimedia)

Foto: Kyodo/Associated Press