Texto: Daniel Kolitz

A tecnologia de telas e monitores melhorou dramaticamente nos últimos anos. Alguns modelos mais caros oferecem resolução UHD de 8K, o dobro do padrão anterior, de 4K. Mas, será mesmo? A imagem nessas TVs 8K é realmente duas vezes melhor do que 4K? A certa altura, há perdas no que diz respeito à qualidade da imagem? Para a seção Giz Asks desta semana, o Gizmodo US recorreu a vários especialistas para investigar isso.

Stephen Palmer

Professor de psicologia da Universidade da California em Berkeley, cuja pesquisa se concentra na percepção visual, atenção e memória

A resposta óbvia é que depende primeiro do tamanho da sua televisão e segundo, da distância de onde você está assistindo. Os benefícios do 8K serão mais facilmente visíveis em uma TV muito grande vista a uma curta distância. Eles ficarão virtualmente invisíveis em uma pequena TV vista de longe. O mesmo é verdade, relativamente falando, das atuais TVs 4K vs. 2K TVs (1920 × 1080 pixels, também conhecido como “1080p”) — elas funcionam melhor com TVs maiores assistidas a distâncias mais curtas.

Pawan Sinha

Professor de Visão e Neurociência Computacional no MIT

Vamos abordar isso com alguns detalhes técnicos: A acuidade visual normal (o que costumamos chamar de visão 20/20) corresponde a dois pontos separados por ‘um minuto de arco’. O que isto significa? O polegar de um braço estendido, tem cerca de dois graus de largura, e um grau tem 60 minutos. Isso significa que se você desenhasse 120 pontos uniformemente espaçados em uma linha ao longo da largura do seu polegar, então, com o braço estendido, você mal conseguiria ver os pontos individuais. Em qualquer distância de visualização maior, ou com mais pontos, você não saberia dizer a diferença entre a linha pontilhada e uma linha contínua. Se traduzirmos esse cálculo para uma TV, descobrimos que para uma tela de 60 polegadas de largura vista a um metro e meio de distância, o limite de nossa resolução é 4K. A esta distância, conseguiríamos dizer a diferença entre HD e 4K, mas qualquer aumento além de 4K (digamos, para 8K) não seria perceptível. Precisaríamos chegar bem perto da TV (algo pouco natural a se fazer) para diferenciar uma tela de 4K de uma de 8K. Então, a menos que alguém esteja planejando ter uma tela realmente enorme, ou assistir TV de muito perto, 4K é o bastante. O aumento para 8K (de 4K) provavelmente será imperceptível na maioria das configurações de sala de estar.

Emily Cooper

Professora assistente de Optometria e Ciências da Visão da Universidade da Califórnia em Berkeley

Todos nós já passamos por situações que extrapolam os limites do que nossos olhos podem ver. Talvez você tenha se esforçado para ler o texto minúsculo no rótulo de um alimento ou  para reconhecer o rosto de um amigo no meio da multidão. Embora o sistema visual humano seja notável, ele tem uma série de limites que tornam alguns aspectos do mundo efetivamente invisíveis. Quando se trata de design de tela, entender esses limites é essencial para entender se um display terá uma aparência melhor do que outro.

A diferença entre uma televisão de 8K e as telas da geração anterior se resume a um aumento no número de pixels. Nas telas de televisão modernas, minúsculos pixels individuais são dispostos lado a lado em uma grade. Cada pixel nesta grade emite um ponto colorido que, juntos, formam as imagens que você vê na televisão. Ao assistir ao seu programa favorito, você gostaria de ver essas imagens com muitos detalhes, sem se distrair ao ver também os pixels individuais. Ou seja, você deseja que as imagens sejam vívidas, mas que os pixels sejam invisíveis.

Uma televisão de 8K trará melhorias nessas condições? Depende de muitas coisas, como o contraste da tela, o tamanho de cada pixel e a que distância você tende a enxergar — depende até mesmo do tipo de imagem para a qual você está olhando e da velocidade com que essa imagem está mudando. Por exemplo, se você vir uma televisão de longe o suficiente para que cada pixel seja menor que seu sistema visual pode resolver, os pixels ficarão invisíveis se a tela tiver 4K, 8K ou 100K de largura. Se você puxar uma fita métrica e lembrar de sua trigonometria, poderá calcular facilmente o número de pixels por grau visual para sua própria configuração de visualização. Se você já está acima de 60 pixels por grau, provavelmente não verá melhorias com uma televisão de 8K do mesmo tamanho (para referência, um grau visual é aproximadamente a largura de seu polegar com seu braço esticado). Por outro lado, uma tela com mais pixels pode, em princípio, permitir que você veja mais detalhes sobre um campo de visão mais amplo se o painel for maior ou se você quiser ver de perto. Isso, é claro, assume que a gravação original também tem resolução de 8K ou superior.

Aumentar a contagem de pixels pode certamente resultar em benefícios, mas os detalhes de como você vê, o que você vê e de onde você vê, em última análise, determinarão o que é um benefício visível para você.

Assine a newsletter do Gizmodo

Martin S. Banks

Professor de Optometria, Ciências da Visão, Neurociência e Psicologia da Universidade da Califórnia em Berkeley

Existem recomendações para as resoluções de monitores de TV, telefones celulares, etc. Essas recomendações geralmente se resumem a uma coisa, que o pixel deve criar um ângulo visual de “1 minuto de arco” ou menor. “Minuto de arco” é um termo técnico e, apesar de “minuto”, não envolve tempo: apenas o espaço está envolvido. Pense em um minuto de arco como um pequeno cone de luz vindo em direção ao olho. Esse é o pixel na tela da TV e chega a um ponto em seu olho. Um minuto de arco é o ângulo que o cone faz do seu olho ao pixel. Uma TV HD tem 2.000 pixels da esquerda para a direita, uma TV UHD tem 4.000 e aqui estamos falando de 8.000. Muitas pessoas em minha área acham que a recomendação de ‘um minuto de arco’ é falha — que deveria ser menor.

A distância de visão também entra na equação aqui. Pulando alguns cálculos, concluímos que, se você tiver uma TV 2K (HD) e tiver 3 metros de altura, será necessário sentar-se a 9,3 metros ou mais perto para apreciar a resolução; se você estiver a 6 metros de distância, não há como saber a diferença entre sua TV e uma que tem um número um pouco menor de pixels. Se você tem uma TV 4K de 90 cm de altura, você precisa estar a cerca de 1,5m de distância ou mais perto para saber a diferença, e ninguém se senta tão perto. Falando da 8K, e agora você teria que estar a sessenta centímetros de sua televisão de um metro para apreciá-lo. Você teria que ser um tipo muito raro de espectador para querer tirar vantagem disso.