A Samsung prometeu o lançamento das TVs 4K de pontos quânticos no Brasil para antes do início das Olimpíadas e elas finalmente chegaram. São quatro modelos diferentes que variam entre 49 a 88 polegadas, todas serão fabricadas no país.

A grande aposta da companhia sul-coreana é a tecnologia do display, considerada uma uma evolução dos modelos OLEDs. Os pontos quânticos (quantum dot, do inglês) são partículas incrivelmente pequenas, variando entre 2 a 10 nanômetros, o que equivale a cerca de 50 átomos.



>>> Vendo de perto a incrível tecnologia de pontos quânticos nas TVs da Samsung
>>> Por que a sua próxima TV pode (e deve!) vir recheada de pontos quânticos

Eles representam de forma muito fiel cada uma das cores primárias (vermelho, verde e azul), o que permite exibir imagens com brilho muito alto, chegando aos 1.000 nits (unidade de brilho)— TVs OLEDs têm em média 500 nits. Segundo a Samsung, os modelos conseguem reproduzir uma gama de até 1 bilhão de cores.

Os novos televisores contam ainda com suporte ao HDR1000, novo padrão de filmagem para indústria e que também está presente em tocadores Blu-ray. Essa tecnologia aumenta o contraste das imagens e permite exibir com mais detalhes as diferenças entre os tons de pretos e brancos.

A plataforma de smartTV foi reformulada e ficou mais inteligente, agora não é preciso decorar quais aparelhos estão conectados em cada porta. A interface irá exibir se, por exemplo, tiver um Xbox One conectado na porta HDMI 1 e uma Apple TV na porta HDMI 2. Ao passar por aplicativos como o Netflix, um segundo menu irá mostrar os conteúdos assistidos recentemente ou sugeridos, sem a necessidade de abrir o programa.

As TVs 4K virão com o One Control, para controlar outros dispositivos, como o aparelho da TV a cabo, sistemas de som, entre outros. Só é preciso que os produtos sejam compatíveis.

Você pode conferir os detalhes no site da Samsung. Esses são os preços:

Imagem do topo por Felipe Ventura, tirada durante a CES 2016.