Nós adoramos HDTV e videogames de forma meio feroz, mas esta notícia do Reino Unido é bem intensa. Aparentemente, os pais estão deixando seus filhotes de 2 anos de idade verem tanta TV que estes estão se esquecendo dos próprios nomes.

Parece ser terrível demais pra ser verdade, mas a pesquisa está começando a mostrar uma enorme safra do futuro da humanidade tornando-se tão viciada à TV e aos videogames que suas habilidades básicas de comunicação não estão se materializando. Em vez disto, os pirralhos britânicos savants extraídos da série Dr. Who estão com uma coordenação mão-olho fora de série. Isso é ótimo para uma partida multiplayer online de Halo, mas não tão bom assim para a garotada, já que a epidemia é significativamente mais predominante que a dislexia ou o autismo, dizem os entendidos.

O problema fez com que o parlamentar John Bercow propusesse um ambicioso programa nacional de controle para identificar estes jovens com baixo desenvolvimento e tratá-los de acordo com suas dificuldades. Os testes de controle seriam realizados durante verificações anuais de rotina, tais como testes de visão ou audição.

E só uma nota breve para fechar a notícia: videogames para “crianças” de 2 anos de idade? Eu acho que nesta idade eu tentava encaixar blocos quadrados em orifícios circulares, sei lá. Mas ó, isso nem é inveja, tá. Pelo menos eu sei o meu nome….errr….peraí que já lembro. [The Telegraph]