Várias contas do Twitter de personalidades do Vale do Silício, políticos, celebridades e grandes empresas foram hackeadas e usadas para disseminar um golpe de bitcoin.

Todas elas publicaram uma mensagem semelhante, dizendo que o responsável pela conta estava se sentindo generoso e sensibilizado por causa do COVID-19 e que, por isso, ia devolver em dobro toda quantia que recebesse em bitcoins. Nem preciso dizer que ninguém ia devolver nada, né?



As contas que postaram a mensagem indicavam a mesma carteira de bitcoin. Algumas também mencionavam um site chamado Crypto for Health que, segundo o BuzzFeed News, foi criado nesta quarta (15) mesmo com dados falsos. Vários dos posts já foram deletados, o que sugere que os donos das contas e suas equipes recuperaram o controle.

Imagem: Twitter via Gizmodo en Español

O primeiro a ter a conta invadida foi Elon Musk, CEO da Tesla. Depois dele, vieram, sem ordem específica, o candidato democrata à presidência dos EUA, Joe Biden, o rapper Kanye West, o co-fundador da Microsoft Bill Gates e o CEO da Amazon, Jeff Bezos, além de empresas como Apple (que até então nunca tinha tuitado!) e Uber, entre muitos outros. Muitas contas ligadas ao bitcoin e a criptomoedas foram hackeadas também. Como todas eram verificadas, ficava essa impressão de que poderia ser uma campanha real.

Até o momento, não se sabe quem é a pessoa por trás da misteriosa carteira de bitcoin que pedia doações. De acordo com o BuzzFeed News, a carteira recebeu US$ 60 mil dólares, mas não se sabe se foram vítimas do esquema ou a própria pessoa que colocou esse dinheiro para tentar fazer de conta que a ação era confiável como forma de convencer outras pessoas a fazer o mesmo.

Em um tuíte, a conta de suporte do Twitter disse estar ciente de um incidente de segurança que estava impactando pessoas na rede social e que estava tomando medidas para investigar e corrigir o problema. Ao que tudo indica, a rede bloqueou todas as contas verificadas, que estão impedidas de postar enquanto a companhia não resolve a situação.

Esse tipo de golpe não é uma novidade no Twitter. Nos últimos anos, se tornou comum ver contas falsas se passando por celebridades deste mesmo quilate, inclusive com nomes de usuário bem parecidos, oferecendo bitcoins em transações parecidas. A estratégia de invadir contas verificadas, porém, é novidade.

Estamos atentos aos desdobramentos dessa história e atualizaremos este post quando houver mais informações.

Atualização [22h01]: Depois de um tempo de bloqueio, o Twitter liberou novamente as contas verificadas para voltarem a tuitar, mas alerta que a funcionalidade pode ficar instável enquanto tenta corrigir os problemas.