Hoje foi um dia bem agitado no Twitter. A empresa anunciou que Dick Costolo está deixando o posto de CEO e será substituído interinamente por Jack Dorsey. E, além disso, o limite de 140 caracteres será removido no caso das mensagens diretas.

É isso mesmo: não haverá mais a limitação de 140 caracteres para mensagens diretas enviadas por você para qualquer pessoa. Em seu blog para desenvolvedores, o Twitter sugeriu que quem usa a API do Twitter precisa se adaptar para a mudança:

“Fizemos muitas melhorias nas mensagens diretas ao longo do último ano, e temos muito mais trabalho para fazer. Uma mudança virá no mês de julho que queremos que vocês saibam agora, que é a remoção do limite de 140 caracteres nas mensagens diretas. Para fazer essa mudança o mais simples possível para vocês incluímos algumas recomendações para garantir que suas aplicações e serviços consigam lidar com essas mensagens mais longas antes de colocarmos isso no ar.”

Então em algum momento do mês que vem o Twitter vai aceitar mensagens mais longas – ao menos dentro das mensagens diretas. Será que isso indica algo para o futuro do Twitter? Matt Buchanan, ex-Gizmodo, usou a rede social para traçar um futuro apocalíptico para o Twitter:

https://twitter.com/mattbuchanan/status/609088953921220609

“Remover o limite de 140 caracteres das DMs é um passo em direção à remoção disso em todos os tweets, que é quando o Twitter vai caminhar em direção à inutilidade.”

De fato, se o Twitter vier a acabar com o limite de caracteres no futuro, ele vai ficar muito mais caótico do que é hoje. Imagine que aquelas mensagens curtas e concisas serão substituídas por textões e outras coisas do tipo. Não faça isso, Twitter, por favor!

Em relação à mudança no comando, a empresa anunciou hoje que Dick Costolo vai deixar seu posto de CEO e quem assumirá interinamente no seu lugar é Jack Dorsey, cofundador da empresa, até que um novo comandante seja escolhido pela direção da empresa. Essa mudança valerá a partir do dia 1º de julho. [Twitter, New York Times]