Mais de um ano após se instalar no Brasil, o Uber está à procura de um gerente de políticas públicas para a conturbada operação no Brasil. A vaga é anunciada no mesmo dia em que o Rio de Janeiro determina uma salgada multa para colaboradores Uber que forem pegos transportando passageiros.

A vaga postada no LinkedIn busca um profissional com pelo menos 12 anos de experiência em assuntos públicos que envolveram relações diretas com oficiais do governo. A empresa pede dos candidatos fluência em português e inglês e avisa que a extensão do currículo não é tão importante quanto as qualidades que ela busca nos candidatos:



Agitação — A equipe de política se move rapidamente. Se você depende de uma agenda, este emprego não é para você. O candidato ideal faz amigos com velocidade, identifica os inimigos ainda mais rapidamente e não se sente desconfortável em entrar em um avião sem uma troca de roupa.

Nerd — Estamos ajudando a desenvolver a infraestrutura regulatória para a nova geração de serviços de transporte. Você precisa estar confortável com problemas legais complexos e lidar com complicados regimes regulatórios, mas conforto com nossos desafios só importa se você souber articulá-los com facilidade e de maneira adequada para uma variedade de audiências.

Atitude — Trabalhamos demasiadamente duro e nos divertimos com isso. A equipe acredita que estamos mudando o mundo para melhor e jogamos para ganhar. Puxam sacos não precisam se inscrever.

O salário da vaga não é divulgado, mas o candidato vencedor será “banhado com créditos Uber todos os meses”, além da “rara oportunidade de mudar o mundo” com o produto criado pela empresa. “Não somos apenas mais um app social, nós movemos pessoas e negócios e estamos reinventando o transporte e a logística do mundo”, explica a vaga.

Esperamos que este salário seja realmente bom, porque créditos Uber ilimitados não serão o suficiente para lidar com os problemas jurídicos que o Uber tem encarado.

Nessa quinta-feira (13), Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, determinou que todo motoristas Uber (ou demais transportes não legalizados, como vans) flagrado transportando passageiros receberá uma multa no valor de R$ 1.360,29, além de ter o veículo apreendido no processo, de acordo com informações do G1. A empresa rebate a decisão, dizendo que os motoristas autuados têm direito de exercer os “direitos constitucionais de trabalhar preservador”.

Além da nova multa no Rio, o gerente certamente terá de encontrar maneiras criativas de lidar com os taxistas, que estão cada vez mais agressivos — tem sobrado até mesmo para os passageiros.

Se você se interessou e se adequa aos requisitos da vaga, você pode se inscrever neste link. O cargo é baseado em São Paulo ou Brasília, mas é bem provável que o candidato escolhido passará boas horas por semana viajando dentro de um avião. [LinkedIn, G1]