O Uber contratou os hackers por trás de um dos mais aterrorizantes ataques virtuais recentes.

Você deve se lembrar de Charlie Miller e Chris Valasek, os hackers que demonstraram poder invadir veículos Chrysler pela internet, controlando remotamente e até interrompendo o funcionamento do carro enquanto ele se movia. Conforme mostramos, o hack afetava cerca de 500.000 veículos, mas depois que a falha se tornou pública, a Chrysler efetuou o recall de 1,4 milhões de carros.



Em outras palavras: Miller e Valasek fizeram uma enorme contribuição à segurança pública. Eles são defensores dos consumidores. Agora, Miller e Valasek abandonaram seus empregos no Twitter e na empresa de segurança IOActive, respectivamente, para se dedicarem ao app de transporte particular em carros de luxo.

1406045269830435983

De acordo com Raffi Krikorian, do Centro de Tecnologias Avançadas do Uber, em Pittsburgh, EUA, a dupla começa a trabalhar por lá esta semana. O local vem desenvolvendo tecnologias para veículos autônomos, mas não foi divulgado em qual projeto os hackers irão trabalhar.

A presença da dupla, no entanto, muito provavelmente irá deixar os veículos autônomos do Uber ainda mais seguros — algo em que, segundo informações da Reuters, a empresa vem trabalhando e investindo pesado há algum tempo: algumas das melhores universidades do país já dedicam tempo  a desenvolver tecnologia para o Uber e a empresa contratou mais de 40 dos maiores cientistas e pesquisadores de robótica da Universidade Carnegie Mellon, também em Pittsburgh. Além disso, o Uber também comprou a deCarta, empresa de mapas digitais, em março — tudo para investir e agregar a tecnologia para os carros autônomos.

Miller e Valasek são obviamente profissionais competentes, mas não vamos subestimar o poder de marketing de contratar dois hackers publicamente conhecidos. Recentemente, o Facebook contratou um cara que hackeou o Facebook e o Yo contratou os caras que hackearam o Yo. Insira “companhia de carro contrata caras que hackearam carros” à lista. [Twitter, Reuters]