No Uber, o preço dinâmico multiplica o valor-base da corrida, e é ativado quando há poucos motoristas nas ruas ou quando a demanda é muito alta. Em breve, ele ficará bem menos evidente na interface – mas continuará tão presente quanto antes.

>>> Você pode fazer viagens de helicóptero em São Paulo usando o Uber

Atualmente, há diversos sinais de que o Uber está cobrando tarifa dinâmica: um ícone de relâmpago aparece na parte inferior do app; a interface mostra um alerta grande do multiplicador; e você tem a opção de aceitar o valor mais alto (digitando o multiplicador) ou ser avisado se a tarifa dinâmica baixar nos próximos trinta minutos.

surgegifbrfinalfinal3Interface atual (Uber)

Tudo isso vai mudar: como nota o The Verge, o ícone de relâmpago e o pop-up do multiplicador serão removidos. Em vez disso, o usuário digitará o destino e receberá um valor fixo para a corrida, já com a tarifa dinâmica embutida (se ela estiver em vigor). Abaixo desse valor, haverá apenas um texto em cor mais clara avisando sobre “demanda maior”.

nyc-5 explainers

Nova interface com o aviso “tarifas estão mais altas devido à demanda maior”

“Quando as tarifas subirem devido ao aumento da demanda, em vez de relâmpagos e telas pop-up, os passageiros verão a tarifa real antes de solicitar a corrida”, diz o Uber em comunicado. A ideia, segundo a empresa, é evitar “cálculos complicados e surpresas”. Claro, o motivo mais provável é fazer com que a tarifa dinâmica pareça menos indolor para os clientes.

A mudança está em vigor desde abril no UberX em várias cidades dos EUA e da Índia. Isso foi inspirado pelo UberPool, modalidade que sempre avisa de antemão o preço que o usuário vai pagar. Em breve, a tarifa dinâmica será “oculta” no mundo inteiro.

No Brasil, surgiram diversos concorrentes ao Uber, e o diferencial de todos eles é não cobrar tarifa dinâmica. WillGo e Cabify são geralmente mais caros que o UberX, exceto se o preço dinâmico estiver em vigor; o Televo, por sua vez, é sempre mais barato, mas diz que os valores podem mudar no futuro “em debates com os nossos parceiros”.

[Uber via The Verge]

Televo e UberX em São Paulo