O Uber está lançando dois novos recursos globalmente como parte de seu grande redesign. Um deles permite usar filtros personalizados no Snapchat, mostrando em quantos minutos você chegará ao seu destino; enquanto o outro recurso é mais interessante.

Depois de encerrar programa na Califórnia, o Uber foi para outro estado testar seus carros autônomos
Projeto de lei que queria proibir Uber no Brasil agora fala em regulamentar atividade

Ele se chama “Uber até alguém”. Basicamente, em vez de inserir um endereço, você pode sincronizar seus contatos com o app do Uber e escolher o nome de um amigo.

Ele vai receber uma solicitação – via notificação push se tiver o app instalado, ou via SMS se não tiver – para fornecer o local dele. Se ele aceitar, a localização se torna o destino do usuário.

Esta é a explicação do Uber:

Onde você está? Onde é isso? São perguntas comuns que fazemos aos amigos e à família quando combinamos de nos encontrar. Se você está revendo amigos, encontrando sua irmã no shopping, ou se juntando a colegas de trabalho para bebidas, agora você pode evitar essas perguntar e pegar um Uber diretamente até eles!

Claro, qualquer recurso que solicite um local acaba trazendo preocupações de privacidade, especialmente para pessoas que sequer têm o app do Uber instalado.

A empresa, no entanto, minimiza isto: “temos uma equipe inteira de privacidade para levar essas perguntas em consideração”, disse um porta-voz ao Gizmodo.

Ele explica que os pedidos de localização são “estáticos” e expiram após meia hora. Para não-usuários do Uber, a empresa diz que os pedidos desaparecem após esse tempo estipulado; para usuários do Uber, o app manterá registros de onde eles foram, mas não para quem o pedido de localização foi enviado.

O Uber teve que lidar com algumas questões de privacidade recentemente. Este mês, o app lançou uma atualização que pede aos usuários permissão para rastreá-los mesmo quando não estiver em uso. Alguns dias depois, a empresa foi processada nos EUA por um ex-funcionário: segundo ele, quem trabalha por lá consegue espionar celebridades e ex-amantes. O Uber nega.

[Uber]