Nome numérico que não faz sentido algum? Tem. Estilo ostentador adicionado por uma empresa terceira e completamente inapropriado para uma peça que você provavelmente só vai ver na hora de instalar? Tem. Afirmações marketeiras bizarras e irrelevantes? E como tem.

A MSI R4890 Cyclone SOC, que é esteticamente tão parecida com um motor de moto quanto com um componente de informática, é um exemplo perfeito de tudo que é confuso, irritante e desnecessário nas placas de vídeo atuais.



Há bastante tecnologia nessa belezinha — uma CPU ATI Radeon HD 4890 de 1GHz com overclock e 1GB de RAM GDDR5 –, mas em vez de explicar isso em termos que façam sentido a MSI se contenta em jogar os números por aí e, em vez, falar sobre o "ciclo de vida de 200 anos", e o ventilador, que é "o maior do mundo". Provavelmente isso é divertido para os mais hardcores entre os hardcores, para o resto de nós é pura dor de cabeça.

Aos interessados, a placa deve estar sendo lançada a qualquer momento, por um preço na casa dos US$ 250. [Slashgear]