Esta lua parece ainda mais que é feita de queijo do que a nossa, mas, claro, não é o caso. Io, a lua mais próxima de Júpiter, é o corpo celeste com mais vulcões ativos do nosso sistema solar devido às “correntes” gravitacionais exercidas por Júpiter e suas outras luas. E o fluxo constante de lava em sua superfície dá à Io mudanças de visual frequentes.

Esta imagem foi criada com dados da sona Galileo, da NASA, coletados em 1996. A aparência da Io presumivelmente mudou muito desde então, mas ainda há detalhes legais nesta imagem. Por exemplo, não há crateras visíveis na superfície da Io (todas aquelas covas e buracos são vulcões); os depósitos de cinzas e a lava por toda a superfície cobrem ou preenchem crateras mais rapidamente do que elas são criadas. Esta imagem também mostra o lado da Io que está sempre “olhando” para o outro lado de Júpiter, oferecendo uma vista do “lado negro da lua”. Mais ou menos. [Astronomy Picture of the Day]