A Estação Espacial Internacional está sob uma construção maluca, acrescentando não apenas uma, mas duas “asas” de paineis solares de 35 metros. E mais: alguns astrônomos amadores podem acompanhar o progresso das obras com os seus próprios telescópios no quintal.

A ISS estará visível para a América do Norte e outras regiões imediatamente mais próximas agora neste final de março e é tão gigante que estará tão visível quanto Vênus. Estas asas solares, avaliadas em aproximadamente 300 milhões de dólares, praticamente dobrará a capacidade da ISS de executar experimentos científicos e fornecerá energia o suficiente para permitir o dobro da tripulação permanente, aumentando de três para seis. São necessários aproximadamente cinco minutos completos para percorrer o céu noturno, ou seja, bastante tempo para um telescópio amador ser aprontado. Se alguém conseguir vê-la esses dias, conte-nos com detalhes como foi. [Space Travel e Space.com]