Um britânico tornou-se a primeira pessoa a pular de um helicóptero sem paraquedas — e sobreviver. Com a ajuda de um macacão com asas que o faz parecer um petauros do açúcar humano, ele deu um salto de 730 metros de um helicóptero e aterrissou em uma “pista” composta por 18 mil caixas de papelão.

Mesmo com um pouco de turbulência, o dublê de 42 anos Gary Connery (nenhuma relação com 007) foi capaz de usar seu traje para controlar o voo e aterrissar com segurança. O traje o permitiu virar, girar, arrebatar e alterar a direção. Ele vinha treinando para o feito há semanas, saltando de locais fixos na Suíça e Itália e estudando padrões de voo de aves de rapina para tentar aprender a técnica.

“As aves de rapina se guiam torcendo a cauda de um jeito ou de outro e eu farei o mesmo,” disse ele ao Sky News antes de realizar o grande salto.

Seu sucesso significa que ele conseguiu algo que tem sido o objetivo de para-quedistas desde 1997, quando o macacão com asas foi inventado pelo audacioso francês Patrick De Gayardon — que, aliás, morreu enquanto tentava saltar sem paraquedas. Ainda bem que Connery tinha aquele montão de caixas para cair em cima. [Sky News via Reddit]