Nas últimas semanas dois nomes estiveram presentes na cabeça de jogadores brasileiro: Roger, da banda Ultraje a Rigor, e a cantora Pitty. Isso não aconteceu por causa da música deles e sim porque ambos foram estrelas das versões brasileiras de dois grandes lançamento por aqui. Roger dublou o protagonista da campanha solo de Battlefield Hardline e Pitty emprestou sua voz para Cassie Cage em Mortal Kombat X, lançado essa semana.

Jogos localizados em nossa língua já não são nenhuma novidade há algum tempo e as empresas de games que estão por aqui investem bastante nisso. Seja só com legendas, como Resident Evil Revelations 2, ou o pacote completo com dublagem, como Bloodborne, lançamentos de jogos no Brasil em português deixaram de ser uma feature a mais e se tornaram padrão, o que é ótimo.

Mas o que também não é novidade é o quanto dublagem em jogos recebem críticas dos jogadores. Claro, existe exemplos de games que foram muito bem localizados por aqui, como GTA V, mas via de regra elas não são bem recebidas pelos público mais aficionado, que acabam preferindo as versões originais.

battlefield_cover

Nos casos de Battlefield Hardline e Mortal Kombat X, a situação repercutiu por terem a participação de famosos. Roger e Pitty foram bastante usados nas campanhas de marketing como um grande atrativo para os respectivos jogos. Porém, como sempre, o resultado final não agradou tanto assim aos jogadores. Pior que isso, toda a polêmica de suas participações acabou por ofuscar, muitas vezes, os próprios títulos.

Roger protagonizou um bate-boca no Twitter ao não aceitar tão bem as críticas que recebeu e sobrou até mesmo para o famoso dublador Guilherme Briggs. Só para relembrar, abaixo está como Battlefield Hardline ficou com a participação de Roger na dublagem.

Antes mesmo do jogo ser lançado, quase tudo o que era falado do novo Battlefield era atrelado à dublagem de Roger. O jogo em si quase foi esquecido. O seu interessante modo multiplayer de polícia e ladrão ou mesmo se a campanha solo valia a pena ou não foram assuntos deixados de lado por causa da versão PT-BR do jogo.

Eu vou equalizar a sua dublagem

Agora as críticas se voltaram para Pitty em Mortal Kombat X, que foi lançado essa semana. No jogo de luta, a cantora dá sua voz à personagem Cassie Cage, filha dos veteranos da série Johnny Cage e Sonya Blade. O resultado? Bem…

A repercussão da dublagem de MK X está rendendo tanto ou mais do que a de Roger em Battlefield Hardline. As críticas são severas e fãs chegaram a criar uma petição online para a Warner, a produtora do jogo, criar um patch retirando a voz da cantora.

Outros estão fazendo piada redublando as falas da roqueira (no melhor estilo Tela Class de Hermes e Renato) e até mesmo o humorista Rafinha Bastos, que é pouco ligado em games, entrou na onda.  Isso mostra que, assim como em Battlefield Hardline, a dublagem na versão nacional conseguiu chamar mais atenção do que o jogo em si.

Um ponto agravante na versão nacional de Mortal Kombat X é que não só a dublagem, mas a localização em si contém problemas. Frases em inglês estão mal traduzidas e interpretadas, as legendas não aparecem em certas cenas e até mesmo durante as lutas algumas frases ainda estão no original. Quando lutamos com Jax, por exemplo, o grandalhão solta um belo “Gotcha” em inglês.

O pior é que essas falhas já tinham acontecido no jogo anterior da série, o Mortal Kombat de 2011. O jogo foi lançado no Brasil só com legendas e menus em PT-BR, mas com alguns erros na localização, o mais famoso deles sendo o “First Hit”, que foi traduzido pra cá como “Primer Golpe”. Agora as falhas mais uma vez se repetem.

Alguém tem culpa?

Isso tudo levou à tona, de novo, a questão da dublagem usar pessoas que não são atores ou profissionais do ramo. O próprio Guilherme Briggs, que foi atacado por Roger no Twitter, condena abertamente essa prática.

Em entrevista para o Kotaku no ano passado, ele falou sobre isso. “Eu já vi gente que contrata até pessoas que não são atores pra dublar os games, assim, isso é errado né? Sou totalmente contra isso”, declarou ele na época.

Briggs que, por sinal, participou da versão brasileira do jogo Injustice: Gods Among Us como Superman, um dos trabalhos de dublagem em games mais elogiados por aqui. Ironicamente, o game é da mesmo produtora de Mortal Kombat.

Pitty_dubla_mkx

Apesar de muitos dos ataques dos fãs irem contra Pitty ou Roger, é bom deixar claro que a culpa pela má qualidade da dublagem não é só deles. Eles não são atores e essa foi a primeira experiência deles com algo do tipo. Em uma entrevista para o UOL Jogos, Pitty fala que o processo para dublar Cassie Cage em Mortal Kombat X levou somente uma tarde. “Não me pediram nenhuma preparação especial, no dia mesmo conheci o texto e eles foram me dando às instruções necessárias”, disse ela ao site.

O peso da responsabilidade, pelo visto, cai em cima das produtoras. Para essa matéria, entramos em contato com a EA, produtora de Battlefield Hardline, e a WB Games, de Mortal Kombat X, para comentarem os casos da dublagem. A EA informou que não vai se posicionar em relação a esse assunto. Já da WB Games não obtivemos nenhuma resposta.

O que nos resta, então, é especular e — por tudo o que foi visto — fica claro a intenção do uso de famosos para gerar mais buzz em torno do produto em detrimento da qualidade final do trabalho (uma prática que não é restrita a jogos, é só observarmos a quantidade de animações que são dubladas por globais). No final, acaba até dando certo.

Afinal, quantos seguidores do Rafinhas Bastos que nem sequer sabiam da existência de Mortal Kombat passaram se interessar pelo jogo após o vídeo dele? É a política do “falem mal, mas falem de mim”.

MKX_logo

É ótimo que Blizzard, EA, Sony, Microsoft, Ubisoft, Capcom, WB Games e Bandai Namco invistam em localização de seus jogos por aqui, isso só mostra o quanto o nosso mercado de jogos é importante e está crescendo, mas talvez o que seja necessário rever a forma como esse investimento é feito.

Pelo menos nos próximos meses poderemos ter boas surpresas. A Bandai Namco já anunciou que o próximo jogo baseado em Cavaleiros do Zodíaco, o Saint Seiya: Soldiers’ Soul, e Naruto Shippuden Ultimate Ninja Storm 4 terão dublagem em PT-BR e com os mesmos dubladores dos respectivos animes.

Outro que promete ser bem localizado por aqui é o aguardado The Witcher III: Wild Hunt, como esse vídeo dublado em português e divulgado pela CD Projekt mostra bem.

Coincidência ou não, eles não são dublados por nenhuma personalidade conhecida do público. Essa pode ser uma mostra que se for para a dublagem e localização roubarem a atenção dos jogos, que seja então pela boa qualidade que elas possuem.