Como regra geral, tudo é melhor em câmera lenta. E a 4.700 quadros por segundo, vespas passam de “insetos irritantes” para “belas obras da natureza”.

O que acontece no vídeo acima durou, na vida real, apenas 0,08 segundo. É que o diretor Alan Teitel conseguiu deixá-lo 150 vezes mais lento usando sua câmera Phantom Miro eX4.

Assim, é possível ver o movimento de cada asa dos insetos, enquanto eles levam gotículas de água para resfriarem o ninho. Agora é só humanos destruírem o ninho de vespas do jeito mais exagerado possível.

[YouTube via The Awesomer via Laughing Squid]