Edifícios altos muitas vezes usam amortecedores de massa escondidos dentro das suas estruturas para ficarem estáveis contra o vento. Esses amortecedores são imensos e pesados e ajudam a limitar o movimento da construção ao se moverem na direção oposta ao edifício.

Este vídeo de pessoas escalando um arranha-céu fica cada vez mais perturbador
Veja como o amortecedor de massa de um arranha-céu neutraliza a força de um tufão

Ou seja, se o vento está fazendo o arranha-céu balançar para a direita, o amortecedor vai se mover para a esquerda para dissipar a energia cinética e reduzir esse movimento. O interessante é que o Burj Khalifa, um dos prédios mais altos do mundo, não tem isso.

O Real Engineering explica como o Burj Khalifa usa um esquema bem inteligente de aerodinâmica para limitar seu movimento. O prédio, que foi baseado na Hymenocallis, a flor-de-lis, impede que vórtices se formem ao empilhar a construção em um padrão em espiral.

Essa estrutura baseada na flor-de-lis cria um núcleo central que oferece resistência à torção, ao mesmo tempo que a base fornece resistência a flexão lateral. Ela foi desenvolvida com uso de análise computacional moderna e testes de túnel de vento para garantir a integridade estrutural do edifício.

O vídeo abaixo, em inglês, explica com mais detalhes, mas é interessante aprender sobre como arranha-céus podem usar métodos diferentes para ficarem cada vez maiores.