Estes são os últimos vídeos das sondas espaciais gêmeas GRAIL, da NASA, antes de colidirem com a Lua. Elas receberam do Jet Propulsion Laboratory o nome carinhoso de Ebb e Flow (fluxo e refluxo), e ligaram suas câmeras de vídeo pela última vez três dias antes do impacto.

O vídeo é realmente belo: afinal, não é sempre que passamos tão perto da Lua.

As sondas GRAIL foram intencionalmente derrubadas pela NASA porque não tinham combustível suficiente para continuarem sobrevoando a Lua, depois de concluir com êxito a sua missão: criar um mapa de alta resolução do campo gravitacional lunar.

Para criar o mapa, as sondas GRAIL usaram micro-ondas ao longo da Lua, o que não é problema dado que ela não possui atmosfera. Na verdade, as sondas criaram o mapa de gravidade mais detalhado do nosso sistema solar. Segundo a NASA, “o mapa irá fornecer uma melhor compreensão de como a Terra e outros planetas rochosos do sistema solar se formaram e evoluíram”.

Isto também permitiu elaborar um mapa que mostra como a massa varia ao longo da superfície da Lua – e ele é insano, como você pode ver abaixo. A cor indica quanta massa está em certas partes do nosso satélite rochoso: vermelho indica mais massa; azul indica menos. [JPL/YouTube]

gobstopper